domingo, 21 de julho de 2019

Olaria e Hidráulico repetem decisão de 2018 do Campeonato Municipal de Futebol da Categoria Principal de Santo Augusto neste domingo


O Campeonato Municipal de Futebol da Categoria Principal de Santo Augusto chega a sua final neste domingo, 21. Pelo segundo ano consecutivo a decisão será entre Olaria e Hidráulico, sendo que o Olaria disputa o campeonato pelo segundo ano e foi vice campeão em 2018, agora está em busca do título deste ano e o Hidráulico almeja o bi campeonato em 2019. A partida está marcada para às 14h45 no Estádio Tio Gildo (campo do Botafogo), com mando do Olaria. Na primeira fase da competição o Olaria venceu o Hidráulico pelo placar de 2x1.

Equipes

A equipe do Olaria é o segundo ano que está disputando o Campeonato Municipal na Categoria Principal, e chega em sua segunda decisão, sendo que no ano passado perdeu a decisão para o Hidráulico nos pênaltis. São dois anos disputando e até o momento a equipe do Olaria não perdeu nenhuma partida no tempo normal de jogo, somando 15 jogos, nove vitórias, seis empates e nenhuma derrota. Marcou nesses dois anos 20 gols e sofreu dez, tendo como artilheiros Jardelzinho e Josiel (Mico), com quatro gols nos dois anos. O Olaria manteve 16 jogadores da base do ano passado.

Já a equipe do Hidráulico atual campeão da competição chega em sua quarta decisão das cinco que disputou no Campeonato Municipal, sendo vice-campeão 2015 e 2017 e campeão no ano de 2018. No tempo normal nos últimos dois anos em 15 jogos obteve quatro vitórias, sete empates e quatro derrotas, marcou 20 gols e sofreu 16, tendo como artilheiro da equipe Yuri que marcou 4 gols este ano. No ano passado Yuri atuou pelo Botafogo e marcou cinco gols. O Hidráulico conta este ano com apenas oito jogadores da base do ano passado que teve no plantel o atleta Paulo Baier.

Campanha das equipes:

OLARIA:

Jogos:

1. OLARIA 3 x 1 SÓ AMIGOS
2. OLARIA 1 x 1 ATLÉTICO TIRADENTES
3. OLARIA 2 x 1 HIDRÁULICO
4. OLARIA 2 x 1 AMÉRICA
5. OLARIA 1 x 0 UMIÃO TAMOIO
6. OLARIA 1 x 1 ATLÉTICO TIRADENTES – SEMIFINAL
    PÊNALTIS – 5x4 OLARIA

HIDRÁULICO:

Jogos:

1. HIDRÁULICO 2 x 2 UNIÃO TAMOIO
2. HIDRÁULICO 1 x 2 OLARIA
3. HIDRÁULICO 4 x 2 SÓ AMIGOS
4. HIDRÁULICO 1 x 2 AMÉRICA
5. HIDRÁULICO 2 x 1 ATLÉTICO TIRADENTES
6. HIDRÁULICO 0 x 0 UNIÃO TAMOIO – SEMIFINAL
    PÊNALTIS: HIDRÁULICO 4 x 3





Foto: Joce Rodrigues/Arquivo

Parceiros do Blog do Joce Rodrigues, apoiando o esporte santo-augustense

sábado, 20 de julho de 2019

Casal é preso em flagrante por tráfico de drogas em Santo Ângelo



A Brigada Militar de Santo Ângelo, na sexta-feira (19/07), durante patrulhamento no bairro Sagrada Família, abordou um indivíduo de 28 anos e uma mulher de 18 anos.

Com eles apreendido dois tijolos de maconha pesando 69.35 gramas, e em consulta ao sistema foi constatado em desfavor do homem um mandado de prisão, diante dos fatos foram conduzidos à DP onde a autoridade policial determinou o Auto de Prisão em Flagrante.


Rádio Cidade Santo Ângelo

Goiás: Menino de 12 anos é suspeito de traficar drogas marcando entrega por redes sociais, em Senador Canedo

A Polícia Militar encontrou cerca de 1 kg de maconha com a criança. Ela foi levada à delegacia, onde confessou que venderia a droga por R$ 1,8 mil a um cliente.

Políca Militar apreende criança de 12 anos suspeita de ato infracional análogo ao tráfico — Foto: Divulgação/SSP
   Polícia Militar apreende criança de 12 anos suspeita de ato infracional análogo ao tráfico
   Foto: Divulgação/SSP

A Polícia Militar apreendeu um menino de 12 anos suspeito de traficar drogas em Senador Canedo, na Região Metropolitana da capital. O garoto foi levado para a delegacia da cidade, onde, segundo consta em relatos da Polícia Civil, admitiu que venderia 1 kg de maconha por R$ 1,8 mil. Segundo o registro, ele também disse ter marcado a entrega por meio de redes sociais.

A abordagem aconteceu na sexta-feira (19). Após ser levada à delegacia, a criança foi ouvida, na presença da mãe, e liberada.

Consta nos registros que a criança foi encontrada pelos policiais em uma praça da cidade e ficou nervosa ao perceber a presença deles. Questionada pelos PMs, ele teria confessado que estava esperando um suposto cliente para fazer a venda da maconha.

Os policiais levaram o garoto à delegacia, e a mãe dele foi chamada para acompanhá-lo. Em depoimento à Polícia Civil, o menino disse que pegou a droga com uma pessoa, “que tudo foi negociado pela rede social, e ficou de aguardar alguém buscar a droga naquele local”.

Não consta no registro se o garoto disse há quanto tempo ele vendia a droga ou se havia sido a primeira tentativa.


Por Vanessa Martins, G1 GO

Moradora encontra cobra dentro de geladeira em chácara de Ponta Grossa

Caso aconteceu na sexta-feira (19), na região do núcleo Santa Terezinha, no bairro Contorno; ninguém se machucou.

Moradora encontra cobra dentro de geladeira em chácara de Ponta Grossa  — Foto: Reprodução/RPC
   Moradora encontra cobra dentro de geladeira em chácara de Ponta Grossa — Foto: Reprodução/RPC

Uma moradora encontrou uma cobra dentro da geladeira de uma chácara, na sexta-feira (19), na região do núcleo Santa Terezinha, no bairro Contorno, em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná.

A dona da chácara contou que deixa a porta da geladeira aberta nos dias que não utiliza o eletrodoméstico. Quando chegou no local na sexta-feira, levou um susto ao se deparar com uma cobra verde em uma das prateleiras do aparelho.

Um vídeo mostra o momento que a moradora retira a cobra da geladeira. Com um rodo, ela puxou o animal para fora da geladeira e depois para fora de casa, até libertar o bicho na natureza. Ninguém se machucou.

A moradora ligou para a Polícia Ambiental para pedir ajuda, mas nenhum policial foi até a chácara para ajudar.

A Polícia Ambiental informou que não realizam mais captura de animais silvestres. A orientação é ligar para o Instituto Ambiental do Paraná (IAP).


Por RPC Ponta Grossa

Bolsonaro tomou atitude covarde, diz diretor do Inpe sobre crítica a dados sobre desmatamento

Presidente questionou os dados fornecidos pelo Instituto sobre as taxas de desmatamento da Amazônia e disse que são mentirosos

Diretor do Inpe diz que Bolsonaro faz ataques inaceitáveis e que não vai se demitir
   Diretor do Inpe diz que Bolsonaro faz ataques inaceitáveis e que não vai se demitir

Acusado pelo presidente Jair Bolsonaro de estar agindo "a serviço de alguma ONG", o diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Ricardo Magnus Osório Galvão, disse em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo que ficou escandalizado com as declarações que, para ele, parecem mais "conversa de botequim". Galvão, que dirige o instituto desde setembro de 2016, se manifestou na manhã deste sábado sobre os comentários feitos na sexta por Bolsonaro em café da manhã com a imprensa estrangeira. Na ocasião, o presidente questionou os dados fornecidos pelo Inpe sobre as taxas de desmatamento da Amazônia e disse que eles são mentirosos.

"Fiquei realmente aborrecido, porque na minha opinião ele fez comigo o mesmo jogo que fez com Joaquim Levy (que pediu demissão do BNDES após também ser criticado em público por Bolsonaro). Ele tomou uma atitude pusilânime, covarde, de fazer uma declaração em público talvez esperando que peça demissão, mas eu não vou fazer isso. Eu espero que ele me chame a Brasília para eu explicar o dado e que ele tenha coragem de repetir, olhando frente a frente, nos meus olhos", continuou o engenheiro, que iniciou a carreira no Inpe em 1970, fez doutorado em Física de Plasmas Aplicada pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT) e é livre-docente em Física Experimental na USP desde 1983.

Galvão optou por não responder na própria sexta para primeiro "arrefecer o estado de ânimos", mas hoje deu sua posição. "A primeira coisa que eu posso dizer é que o sr. Jair Bolsonaro precisa entender que um presidente da República não pode falar em público, principalmente em uma entrevista coletiva para a imprensa, como se estivesse em uma conversa de botequim. Ele fez comentários impróprios e sem nenhum embasamento e fez ataques inaceitáveis não somente a mim, mas a pessoas que trabalham pela ciência desse País", afirmou. "Ele disse estar convicto de que os dados do Inpe são mentirosos. Mais do que ofensivo a mim, isso foi muito ofensivo à instituição", afirmou.

Essa não foi a primeira vez que os dados do Inpe foram questionados. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, já tinha dado declarações assim no começo do ano. "Eles nunca fizeram uma crítica objetiva apresentando dados. Eu entendia que o ministro Salles fazia essas críticas por falta de conhecimento. Há três semanas mandei um ofício para o Ministério da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, falando que polêmicas não ajudavam em nada o Brasil, inclusive com relação à repercussão internacional, e propus abrir um canal de comunicação com o ministro Salles, com a ministra Tereza Cristina e com o general Augusto Heleno para explicar o que fazemos, oferecer ferramentas para entenderem melhor os nossos dados e tentar arrefecer esse clima de disputa que havia", explicou.

As declarações do presidente ocorreram um dia depois de a imprensa destacar que dados do sistema Deter-B, do Inpe, que faz alertas em tempo real de focos de desmatamento para orientar a fiscalização, mostraram que a área perdida de floresta até meados deste mês já é a segunda maior da série histórica, medida desde 2015. Na quinta, os alertas indicavam um desmatamento de 981 km neste mês de julho.

Nessa sexta, às 19h, o número já tinha saltado para 1.209 km e atingiu o valor mais alto de perda em um mês desde 2015. É também 102% maior do que o observado em julho do ano passado, que viu uma perda de 596,6 km. Os alertas dispararam nos últimos meses. Em junho, a perda, de acordo com o Deter, foi de 932,1 km?, contra 488,4 km? em junho do ano passado. Em maio já tinha sido de 738, 4 km, contra 550 km em maio de 2018.

"O resultado deste mês de julho sim surpreendeu, mas lembre-se que o desmatamento da Amazônia é sempre mais intenso na época seca. Agora, naturalmente, o que aconteceu com declarações do presidente Bolsonaro, ainda na campanha e depois que assumiu, passaram uma mensagem de que não vai mais ter punição. Aí as pessoas estão reagindo com base nessa mensagem que ele claramente passou", avaliou Galvão.

De acordo com o diretor,  o Inpe permitiu ao País ser o terceiro país do mundo a receber imagens de satélite para monitoramento de desmatamento, do Landsat. "Começamos isso em meados da década de 70. Íamos a reuniões internacionais que só tinham Brasil, Canadá e Estados Unidos. O Inpe tem credibilidade internacional inatacável. O presidente Bolsonaro não entende que não somos nós que fornecemos os nossos dados para a imprensa. Os nossos alertas de desmatamento são fornecidos ao Ibama. Isso começou ainda na gestão da ministra Marina Silva (2003-2008) por demanda do próprio Ministério do Meio Ambiente. Os dados são acessados pelo Ibama na nossa página na internet. Estão abertos para todo mundo, todo mundo pode verificar. São publicados em revistas científicas internacionais", analisou.

Ainda de acordo com Galvão, chamar os dados de manipulação é uma ofensa inaceitável. "Mais do que o ataque que ele me fez, eu me sinto muito chateado pelos colegas do Inpe, que sempre teve pesquisadores de renome internacional, como o professor Carlos Nobre, que em 2016 ganhou o prêmio internacional Volvo pela defesa da Amazônia. Este ano, em junho, o doutor Antonio Divino Moura, coordenador do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), do Inpe, ganhou o equivalente ao prêmio Nobel de meteorologia da Organização Meteorológica Mundial (OMM). Não teve uma carta de congratulações nem do presidente nem do ministro de Ciência e Tecnologia. O presidente não tem noção da respeitabilidade que os dados do Inpe e que os pesquisadores do Inpe têm. É uma ofensa o que ele fez".


Por AE
Correio do Povo

Grave acidente envolvendo moto e trator deixa um morto na ERS-135 em Erechim


Grave acidente envolvendo moto e trator deixa um morto na ERS-135 em Erechim
   Créditos: Reprodução/Redes Sociais

Um grave acidente de trânsito foi registrado na ERS-135, em frente a mecânica pesada Eixo Master de Erechim.

Segundo informações, uma motocicleta Honda trafegava pela pista e bateu em um trator que levava um reboque, sendo que na moto estavam duas pessoas.

Os dois foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros de Erechim e levados para o hospital local onde um não resistiu e morreu.

As informações são preliminares e ainda não se sabe a identidade da vítima fatal e do outro passageiro da moto.

A motocicleta tem placas padrão Mercosul.



 


Por Gabriel Nunes
Rádio Uirapuru | Passo Fundo
Créditos: Reprodução/Redes Sociais

Jogos pelas semifinais do Campeonato Municipal de Futebol Master 43 de Santo Augusto é neste sábado, no estádio João Kovalski (Grêmio)






Acontece neste sábado, 20, os jogos pelas semifinais do Campeonato Municipal de Futebol da Categoria Master 43 de Santo Augusto, organizado pela Coordenadoria de Esportes de Santo Augusto (CESA), sob a responsabilidade do coordenador de esportes Ederson Fucilini (Tomate). Os jogos serão realizados no campo do Grêmio (Estádio João Kovalski).

A primeira partida da tarde inicia às 13h45 entre Internacional x América. Nos confrontos entre as duas equipes nos últimos cinco anos, as mesmas jogaram sete vezes, com duas vitórias do Internacional, quatro empates e uma vitória do América. Em 2017 o América venceu o Internacional na semifinal o conquistou o título ao vencer o Grêmio na final por 3x0. Já em 2018 o Internacional e América decidiram a final do campeonato, onde no tempo normal o placar ficou no 0x0 e nas penalidades o Internacional venceu por 4x1, conquistando o título. Nas sete vezes que se enfrentaram, foram cinco jogos no campo do Internacional, dois no campo do Botafogo e em nenhuma partida  o América atuou em seu campo.

Na segunda partida de hoje, às 15h45, o Grêmio que tem uma campanha com 100% de aproveitamento enfrenta a equipe do Hidráulico que está competindo pela primeira vez campeonato Master 43, na partida da primeira fase o Grêmio goleou o Hidráulico pelo placar de 3x0, jogo realizado na quinta rodada no campo do União Tamoio (Estádio João Gonzatto), em Bela Vista.

A diretoria do Grêmio espera para este sábado no Estádio João Kovalski um bom público presente, para acompanhar as equipes nas semifinais do Campeonato Municipal Master 43.






Foto: Joce Rodrigues/Arquivo



Parceiros do Blog do Joce Rodrigues, apoiando o esporte santo-augustense



Adolescente é apreendido pela BM por tráfico de drogas em Santiago



Um adolescente de 15 anos foi apreendido pela Brigada Militar na noite desta quinta-feira, 18, por tráfico de drogas em Santiago. Ele portava seis buchas de Cocaína e em sua casa, onde seu pai autorizou a entrada dos policiais militares, foram localizados balança de precisão para pesagem da droga, dinheiro, celulares e comprovantes de depósito bancário. O material estava no quarto do adolescente.

De acordo com a ocorrência registrada na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento, o acusado confessou estar traficando drogas há dois meses, principalmente via WhatsApp, para usuários no bairro Missões, alegando, também, ter comprado as drogas de um traficante já conhecido, tendo efetuado os pagamentos via depósitos bancários. 

A Polícia Civil vai investigar o caso.


Fonte: Blog Rafael Nemitz
Foto: Brigada Militar/Divulgação.

Bolsonaro critica multa do FGTS em demissão sem justa causa

Presidente, orientado por Onyx, não deixou claro se multa de 40% será extinta ou alterada

Jair Bolsonaro declarou também que ser
Jair Bolsonaro declarou também que ser "patrão" no Brasil é "quase impossível" 

O presidente Jair Bolsonaro criticou, nesta sexta-feira, a multa de 40% do FGTS paga pelos empregadores nas demissões sem justa causa. Ele não deixou claro se pretende extinguir a multa ou fazer alterações na regra. Mudanças na destinação da multa poderiam fazer parte de um pacote de medidas estruturantes apresentado pela equipe econômica, que passam por avaliação do Planalto.

"Essa multa de 40% foi quando o (Francisco) Dornelles era ministro do FHC (Fernando Henrique Cardoso). Ele aumentou a multa para evitar a demissão. O que aconteceu depois disso? O pessoal não emprega mais por causa da multa. Estamos em uma situação. Eu, nós temos que falar a verdade. É quase impossível ser patrão no Brasil", disse o presidente.

Questionado se a multa vai acabar, o presidente respondeu inicialmente que isso "está sendo estudado", mas em seguida disse que "desconhece qualquer trabalho nesse sentido". As falas de Bolsonaro foram orientadas pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que estava ao seu lado. O presidente falou com a imprensa após participar de um evento seguido de almoço da igreja evangélica Sara Nossa Terra em Brasília.

"É quase impossível ser patrão no Brasil. Defender empregado dá mais votos. Agora, a verdade é o patrão. Eu estou falando com o Paulo Guedes (ministro da Economia), eu pretendo lançar o programa Minha Primeira Empresa, para todo mundo que reclama do patrão ter chance de ser patrão um dia. Eu tenho dito, falei durante a campanha, um dia o trabalhador vai ter que decidir: menos direito com emprego ou todos os direitos sem emprego. É uma realidade. Isso perde voto. Tem antipatia de pessoas populistas e comunistas. Muita gente bota na cabeça do povo que eu estou errado, eu estou perseguindo o pobre. Não, eu estou mostrando a verdade. Até contratar uma pessoa para a sua casa está difícil", declarou à imprensa.

Bolsonaro lembrou ainda que votou contra a PEC da doméstica. "Votei contra nos dois turnos. O que aconteceu de lá para cá? A pessoa ou foi para a informalidade ou virou diarista. É como um casamento. Se um começar a querer ter mais direitos sobre o outro, acaba o casamento. Patrão e empregado é quase que um casamento. É a velha divisão de classes. Não é só com o negócio homo, hétero, branco e negro, rico e pobre. É empregado e patrão também. A esquerda prega isso o tempo todo para nos dividir e eles se perpetuarem no poder."


Por AE
Correio do Povo

sexta-feira, 19 de julho de 2019

Frederico Westphalen: Golpe do Plano Collor e do Bolsa Família

Moradores estão recebendo ligações telefônicas solicitando dados bancários

   Foto - Imagem ilustrativa/Reprodução

Uma moradora da rua Santo Cerutti de Frederico Westphalen entrou em contato com a redação integrada do Complexo Luz e Alegria e Jornal Folha do Noroeste, nesta sexta-feira, 19, para relatar mais um tipo de golpe que está sendo praticado na região.

Ela revelou que o marido recebeu uma ligação na manhã de hoje, em sua residência, no centro da cidade, informando que teria direito a restituição de valores relativos ao Plano Collor. Seriam três parcelas, em valores altos, de R$ 59, R$ 45 e R$ 48 mil reais. 

O marido então passou o telefone para a esposa, que ouviu do golpista que para ter acesso aos valores, deveria fazer um depósito de cerca de R$ 1.400 reais, em determinada conta corrente informada. Percebendo que se tratava de uma tentativa de golpe, ela afirmou que iria buscar informações diretamente com a Caixa Econômica Federal, momento em que a golpista desligou o telefone. 

Por se tratar de mais um caso de estelionato, a orientação de acordo com a Polícia Civil é que as vítimas procurem fazer o registro da ocorrência para que essas situações possam ser investigadas, evitando que alguma pessoa possa ser lesada por golpistas.

Golpe do Bolsa Família

Também na manhã desta sexta-feira, 19, uma moradora da Linha 21 de Abril de FW, de 29 anos, relatou que recebeu uma ligação do "Caps Horizontina", informando que ela teria 4 meses em atraso do programa Bolsa Família, para receber incluindo juros e correção monetária.

A golpista pediu dados bancários que não foram fornecidos pela vítima. A redação entrou em contato com o Caps Horizontina. O setor informou que não está fazendo nenhuma solicitação de dados como este via telefone e orientou as pessoas que não forneçam este tipo de informação.

Ainda, que procurem a polícia para registrar o caso como tentativa de estelionato. O registro também pode ser feito pela Delegacia Online da Polícia Civil.

Novo caso

Outro morador do centro de FW, na rua Tenente Portela, relatou mais detalhes sobre a tentativa de golpe. Ele informou que o pai atendeu uma ligação onde a pessoa se identificou pelo nome Marcos, dizendo ser da suposta Previc – Previdência Complementar, de Brasília. Na mesma residência, em outro ramal telefônico, o filho acompanhou o diálogo.

Na conversa, o golpista detalha o nome completo do morador e de sua mãe, e também fala sobre o direito a restituição referente ao Plano Collor, porém não chega a informar os valores, orientando a vítima a ligar para o telefone (61) 2017-0759 e falar com a Dra. Elizabete. O filho então efetuou a ligação, porém ao perceberem que se tratava de outra voz acabaram desligando o telefone. 

Após pesquisa sobre a Previc, o morador descobriu a existência da Superintendência Nacional de Previdência Complementar, órgão oficial que de fato existe, e em contato com a entidade foi informado sobre outras tentativas de golpe, algumas vezes até mesmo por carta, que motivaram inclusive denúncia encaminhada ao Ministério Público.

*Colaborou: Lucas Faustino 


Publicado por: Eder Calegari
Folha do Noroeste

Idoso identificado como o mais antigo traficante de Bagé é preso em flagrante


Draco de Bagé Draco de Pelotas PRF
   Idoso identificado como o mais antigo traficante de Bagé é preso em flagrante

A Polícia Civil, por meio da Draco de Bagé, com apoio da Draco de Pelotas, da Polícia Rodoviária Federal de Rio Grande e da Brigada Militar de Bagé, prendeu um prenderam um homem por tráfico de drogas. O indivíduo de 75 anos foi identificado como o traficante mais antigo de Bagé, com ele foram apreendidas 200g gramas de cocaína, droga suficiente para produzir 400 porções para consumo, com valor de mercado estimado em 20 mil reais.

Segundo o delegado Cristiano Ritta, a investigação começou há cerca de quatro meses, quando a Draco de Bagé passou a verificar diversas informações de que um homem de 75 anos, identificado estava traficando drogas há muitos anos em Bagé. Durante as investigações a polícia descobriu que o homem fazia viagens para a região metropolitana para negociar droga e revendia apenas para traficantes de sua confiança, a fim de manter seu anonimato. 

Na manhã de hoje os policiais estavam acompanhando o indivíduo em Bagé, quando ele iniciou deslocamento em direção a cidade de Pelotas. Como as informações obtidas durante as investigações davam conta de que o indivíduo fornecia drogas para um traficante de Santa Vitória do Palmar, os policiais contataram a Polícia Rodoviária Federal de Rio Grande, para montar uma barreira na BR 471, próximo ao trevo que liga Rio Grande a Santa Vitória do Palmar. Na circunscrição de Pelotas, a Draco de Pelotas também passou a acompanhar o veículo a fim de impedir que ele desviasse a barreira policial.

Quando o suspeito chegou no posto da PRF, o veículo foi abordado e revistado. Os policiais encontraram, em um compartimento projetado para esconder a droga, um tijolo de cocaína pesando aproximadamente 200g, quantidade suficientes para produzir 400 porções para consumo, com valor de mercado de 20 mil reais.

Ritta destacou a importância da integração entre os órgãos policiais também das cidades próximas, para monitorar o deslocamento dos criminosos e impedir que a droga seja transportada entre as cidades. O trabalho com a Draco de Pelotas já rendeu dezenas de prisões e grandes apreensões de droga. O homem preso hoje era considerado um dos traficantes mais antigos da cidade que ainda não haviam sido presos. Ele atuava no estilo antigo, bastante discreto e alheio às disputas de pontos de droga.


Fabiano Costa
Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Sul

Polícia Civil prende preventivamente apontado como autor de duplo crime de feminicidio em Redentora



Na tarde desta sexta-feira (19/07), a Polícia Civil, através de policiais civis da Delegacia de Redentora e  Coronel Bicaco, com apoio da Brigada Militar,  prendeu E.R.E.S, 37 anos, em cumprimento a mandado de prisão preventiva.

O preso é apontado como autor de duplo crime de feminicidio, tentado, ocorrido na cidade de Redentora no dia 11/07/2019, às 21h, quando, com uso de faca, agiu com intenção letal contra a sua companheira (19 anos) e a sua sogra (38 anos).

Na ocasião também foi cumprido mandado de busca e apreensão, com encontro da possível arma do crime (será encaminhada a exame pericial) e documentos de uma das vítimas.

O suspeito será recolhido no Presídio Estadual de Três Passos.


Fonte e foto: Polícia Civil.
Observador Regional

Decisão de Toffoli pode travar 6 mil inquéritos e ações contra facções e tráfico

Ministro mandou suspender investigações no País que contenham dados compartilhados do Coaf

Decisão do Toffoli foi a partir de um pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ
   Decisão do Toffoli foi a partir de um pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ

decisão do ministro do STF Dias Toffoli, de mandar suspender as investigações em todo o País que contenham dados compartilhados do Controle de Atividades Financeiras (Coaf), pode travar não apenas o cerco à corrupção, mas também um acervo de mais de 5 mil inquéritos e ações judiciais sobre facções criminosas e tráfico de entorpecentes.

Entre janeiro de 2014 e junho de 2019, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras, braço do Ministério da Economia, produziu 1.586 Relatórios de Inteligência Financeira (RIFs) sobre organizações, inclusive as que controlam presídios, e mais 4.391 exclusivamente sobre narcotráfico, totalizando 5.977 feitos que embasam investigações das Promotorias e Procuradorias e também das Polícias Federal e nos Estados.

A ordem de Toffoli, dada na última segunda-feira, a partir de um pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ), alvo de investigação do Ministério Público do Rio por suposta lavagem de dinheiro quando exercia o mandato de deputado estadual fluminense, atinge indistintamente todos os procedimentos que alojem dados do Coaf.


A determinação do ministro deve prevalecer até novembro, quando o Supremo coloca a matéria em votação no plenário. Os investigadores temem que a imposição do ministro possa contaminar todos os procedimentos que se baseiam em alertas do Coaf, ou seja, não apenas os casos de malfeitos com recursos públicos, mas inclusive os atribuídos a grupos violentos.

Naquele período, entre janeiro de 2014 e junho de 2019, os técnicos do Conselho elaboraram 9.421 relatórios sobre atos de corrupção. Além de outros 36 sobre terrorismo e outros milhares de documentos apontando para movimentações atípicas de investigados por fraudes (4.592 relatórios), crimes contra o sistema financeiro (767), exploração ilegal de minério (296), tráfico de pessoas (42), sonegação fiscal (2.200) e armas (397).

Em cinco anos e meio, do total de Relatórios de Inteligência Financeira do Coaf, 3% foram enviados à Justiça (510 documentos), segundo informa o Conselho. Os destinatários de 97% dos relatórios foram órgãos de investigação - Ministério Público Federal, Ministério Público nos Estados, Polícia Federal, Polícia Civil nos Estados e Controladoria-Geral da União receberam 15.436 rastreamentos de contas.

Nesta quinta-feira, a Polícia Federal suspendeu todas as investigações que contenham dados financeiros e bancários compartilhados sem autorização judicial. A decisão foi tomada pelo corregedor-geral substituto da PF, delegado Bráulio Galloni. Os inquéritos da PF nessas condições serão devolvidos à Justiça. Em Mato Grosso do Sul, a Procuradoria classificou como "devastadora" a medida. Pelo menos um terço das investigações sobre atos de lavagem de dinheiro no Estado pode ser afetado, calculam os procuradores que atuam na área.


Por AE
Correio do Povo