quinta-feira, 25 de outubro de 2012

São José ganha o maior shopping de Santa Catarina

DC apresenta o empreendimento que será inaugurado no sábado
São José ganha o maior shopping de Santa Catarina Alvarélio Kurossu/Agencia RBS
   Foto: Diário Catarinense

     O maior shopping do Estado será inaugurado neste sábado, dia 27. Para mostrar a que veio, Grupo Almeida Junior lança seu primeiro empreendimento na Grande Florianópolis com show gratuito da cantora Claudia Leitte. O evento será nesta sexta-feira na Avenida Beira Mar de São José.

Em galeria de fotos, veja imagens do empreendimento

     A expectativa é de que 120 mil pessoas passem pelo estabelecimento apenas neste final de semana. E as projeções otimistas não param por aí. O empreendedor Jaimes Almeida Junior afirma que o shopping será o maior gerador de empregos de São José, assim como parte da solução para a mobilidade urbana da região.

     Faltando dois dias para a inauguração do shopping, que tem 44 mil m² de Área Bruta Locável e investimento de quase R$ 270 milhões, Almeida Junior mostra empolgação. O dono do Continente Park fez questão de acompanhar os jornalistas em uma caminhada de cerca de uma hora pelo shopping, em meio à bateção e corre-corre dos últimos ajustes da obra. 


      Almeida Junior acredita que vai melhorar o problema da mobilidade urbana ao oferecer opções de consumo e lazer para os moradores da Ilha, atraindo o tráfego para o outro lado da ponte, e ao reter o público de São José e região na parte continental. A localização estratégica do shopping, na esquina da BR-101 garante, para ele, a presença de moradores de outras cidades do Estado, principalmente as do Sul. 

Leia a íntegra da entrevista:

Diário Catarinense — Por que o senhor decidiu construir um shopping em São José e qual será o público do Continente Park?

Jaimes Almeida Junior —
 Antes de comprar o terreno e começar os investimentos no quinto shopping do grupo, avaliamos as diferenças entre a Ilha de Florianópolis e São José. Percebemos que a Ilha é estática, que sua estrutura imobiliária já está saturada, além de ter uma maior sensibilidade ambiental que o Continente. A região central da Capital, também, já está abastecida de três shoppings. Em São José, por outro lado, o céu é o limite. E estamos apostando na tendência natural de expansão das áreas metropolitanas. A localização do shopping, com fácil acesso para quem vem da Ilha pela SC-407 e com a BR-101 de esquina, é estratégica. Esperamos receber pessoas de outras cidades do Estado, especialmente do Sul, do continente, claro, e da Capital. Como já disse para o governador Raimundo Colombo, estamos ajudando a resolver o problema de mobilidade urbana da região ao atrair as pessoas da Ilha para cá. O nosso púbico é das classes A, B e C +, esta última, a promissora classe aspiracional.

DC — Nos últimos anos, o mercado de shoppings em Santa Catarina acompanhou uma rápida expansão. O catarinense, hoje, está inserido na cultura de shoppings. Qual será o diferencial do Continente Park para de atrair esse público? 

Almeida Junior —
 O público catarinense está ganhando um presente. O Estado passa a ter o shopping mais moderno do Brasil, com estacionamento inteligente e aplicativo para smartphones, que, daqui um tempo, dará a opção de compra do tíquete do cinema e se tornará parte do comércio digital que estamos querendo implementar no shopping. No dia 1° de novembro, inclusive, inauguramos uma superintendência digital só para acompanhar o comportamento do público pelo aplicativo. Outro diferencial é a estrutura horizontal do prédio, que é ótima para o lojista, porque elimina aquele canto morto. A maioria dos shoppings da Grande Florianópolis é vertical. E essa estrutura valoriza mais o primeiro piso, já que muita gente se incomoda de ficar se deslocando pelos andares. 

DC — Quais foram as dificuldades que o senhor encontrou na construção do shopping?

Almeida Junior —
 Muitas. Foi um desafio entregar a melhor obra no menor prazo. Mas conseguimos fazer tudo em apenas 14 meses. A questão do embargo do Ibama, também, nos prejudicou muito, porque os operários, que eu não podia demitir, ficaram parados por um mês inteiro, mas recebendo normalmente. (Em outubro de 2011, o Ibama embargou as obras do Continente Park, alegando que estariam acima de cursos de água, como rios e nascentes).

DC — Quais são os próximos investimentos do grupo Almeida Júnior?

Almeida Junior —
 Temos projetos para São Paulo e Rio de Janeiro. Aqui em Santa Catarina, estamos considerando oportunidades no Oeste e no Sul, provavelmente em Criciúma. Todos são projetos que devem acontecer no curto ou no médio prazo, mas não consigo especificar uma data. Já posso divulgar a expansão do Balneário Camboriú Shopping, que vai dobrar de tamanho e se tornar o segundo maior do estado. Vão ser investidos R$ 150 milhões nessa expansão.

Fonte: Janaina Cavalli / DIÁRIO CATARINENSE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário