segunda-feira, 22 de abril de 2013

Casal e mulher são detidos em Porto Alegre após negociarem bebê

O menino de um ano e dois meses, filho da paulista, seria vendido ao casal
Casal e mulher são detidos em Porto Alegre após negociarem bebê Carolina Argenti/Agência RBS
Casal chora abraçado, enquanto mãe do bebê que seria vendido esconde o rosto na porta da 2ª DPPA.Foto: Carolina Argenti / Agência RBS

     Uma mulher de 22 anos, natural de Mogi das Cruzes, em São Paulo, e um casal foram detidos por volta das 12h30min após negociarem um bebê de um ano e dois meses. O menino, filho da paulista, seria vendido aos dois.

     A mulher teria chegado da cidade paulista nesta segunda-feira para vender o bebê e já estaria com a passagem comprada para retornar ainda hoje.

Testemunha ouviu negociação em restaurante

     O empresário, de 51 anos, e a técnica em enfermagem, de 24 anos, de Viamão, fizeram a negociação com a mãe da criança em um restaurante na Rua dos Andradas, no Centro. No entanto, um cliente do estabelecimento ouviu a conversa no momento em que o casal falava sobre o depósito que seria feito na conta da mulher e ligou para o 190. 

     Ao deixar o local, o homem avistou uma viatura da Brigada Militar e refez a denúncia. O soldado Erick David soldado, do 9º BPM, foi ao local e os envolvidos acabaram detidos.

     Os três foram indiciados no artigo 238 do Estatuto da Criança e do Adolescente, que criminaliza o ato de entregar o filho a terceiros mediante pagamento.


Versões diferentes dificultam investigação

     De acordo com a delegada Grace Vieira, a mãe alega que mantém contato com o casal há duas semanas após se cadastrar em um site para doar a criança, pois ela não teria como sustentá-lo. Afirma, ainda, que o empresário e a enfermeira queriam comprar seu filho.

     Já o casal tem outra versão. Eles dizem que conheceram a jovem há um ano, em São Paulo, e que a receberam como visita na manhã de hoje. Negaram interesse em comprar o bebê.

     A investigação será transferida para o Deca.

Fonte: Carolina Rocha | DIÁRIO GAÚCHO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário