quarta-feira, 31 de outubro de 2012

TCE vai inspecionar prefeitura de Jaquirana para investigar crime eleitoral

Três suspeitos foram detidos em operação da Polícia Civil

   Polícia Civil realizou uma operação em Jaquirana e prendeu três pessoas por crime eleitoral
   Crédito: Polícia Civil / Divulgação / CP

     O Tribunal de Contas do Estado (TCE) vai realizar uma inspeção na Prefeitura de Jaquirana, na Serra gaúcha, para apurar a suspeita de uso de recursos públicos para a prática de crime eleitoral. Interceptações telefônicas da Polícia Civil identificaram que votos eram trocados por dinheiro, rancho, eletrodomésticos e pneus. 

     Na manhã desta quarta-feira, a Polícia Civil cumpriu 15 mandados de busca e apreensão e três de prisão na sede da administração municipal, na Secretaria da Fazenda, no comitê de campanha da coligação Unijaq - vencedora no pleito do início do mês -, em postos de combustíveis e nas casas dos supostos envolvidos. Três pessoas foram presas: Ivan Lauro Rauber, 40 anos, filho do prefeito reeleito Ivanor Rauber; o vereador reeleito pelo terceiro mandato Orestes Ângelo Andelieri, 55 anos; e o coordenador de campanha do prefeito, José Evandro Pereira dos Reis, 39 anos. 

     Ao menos 15 mil ligações foram interceptadas e revelaram o modo de ação do grupo. O titular da Delegacia de Polícia de Jaquirana, delegado Flademir Paulino de Andrade, conta que os suspeitos ofereciam todo tipo de vantagem em troca de votos. Entre elas principalmente dinheiro, combustível, madeira, transporte, serviços, passagens de ônibus, telhas, pneus, peças de veículos e até de avião.

     Conforme o delegado, a quadrilha havia montado um verdadeiro esquema de corrupção eleitoral, com uma organização de funções bem definidas. Nas escutas foram constatados ainda indícios de desvio de dinheiro da prefeitura para uso na campanha do prefeito e dois vereadores eleitos foram flagrados comprando votos por meio de cabos eleitorais.

     Os indiciados nos inquéritos ficarão sujeitos a penas que podem chegar a 25 anos: 12 anos por peculato, seis por transporte de eleitores, quatro por crime eleitoral e três por formação de quadrilha. Podem ainda ser ajuizadas ações eleitorais próprias para buscar a cassação de candidaturas ou de diplomações dos envolvidos. Os presos foram encaminhados ao Presídio Estadual de Vacaria, onde ficarão à disposição da Justiça Eleitoral. 


 





Fonte: Correio do Povo

Santa Rosa: Specht e Girardon gravam CD em homenagem aos Bertussi



     Dois amigos apaixonados pelas músicas dos Irmãos Bertussi resolvem gravar um Cd para homenageá-los.

     Osvaldo Specht e Alcides Girardon, considerados os melhores no estilo Bertussi, acabam de lançar um CD com 14 faixas.

     A proposta visa prestar homenagem aos Bertussi, de quem eles são fãs.

     O CD vinha sendo planejado há tempos e, recentemente, em encontro com Adelar Bertussi, os santa-rosenses receberam a autorização da gravação das composições e, desta forma, realizando o sonho.

     Além de canções que se eternizaram nas vozes dos Irmãos Oneide e Adelar Bertussi, o CD traz composições próprias de Osvaldo Specht e Alcides Girardon. Entre elas, uma homenagem ao comunicador Eloi de Ávila, apresentador do programa Gaitaço, e que tem sido um dos incentivadores da dupla. 

Fonte: Jornal Noroeste

Caminhão sem freio invade praia de Bombas, em Bombinhas

Veículo carregado de areia só parou ao chegar no mar
Caminhão sem freio invade praia de Bombas, em Bombinhas Corpo de Bombeiros/Divulgação
O mototorista não ficou feridoFoto: Corpo de Bombeiros / Divulgação

     Um caminhão desgovernado invadiu a praia de Bombas, em Bombinhas, na tarde desta quarta-feira. O motorista do veículo, que estava carregado de areia, perdeu o controle enquanto descia o morro de Bombas.

     De acordo com os bombeiros, o caminhão invadiu a praia em frente ao restaurante Cezar e só parou ao chegar no mar, por volta das 16h. O motorista, apesar do susto, não se machucou. Por volta das 18h o veículo ainda estava sendo retirado da água.

Fonte: O SOL DIÁRIO

Colisão com danos materiais na ERS 155 em Santo Augusto

      Condutor do Fiesta ao tentar a ultrapassagem colidiu contra um terceiro veículo

     Um acidente de transito ocorreu nesta quinta-feira na ERS 155 altura do km30 proximidades do Posto Macieira em Santo Augusto.

     Por volta das 15:30hs um veículo Fiesta emplacado em Santo Augusto e um Renault com placas de Miraguaí colidiram lateralmente.

     Segundo a Polícia Rodoviária Estadual de Santo Augusto que prestou os primeiros socorros, o Fista conduzido por Antonio Vanderlei da Luz Pereira vinha no sentido Ijui/Santo Augusto tentou ultrapassar uma carreta, no momento em que o condutor do Renault, Floravante Paraíba vinha no sentido Santo Augusto/Ijui.

     Houve colisão lateral em ambos os veículos, sendo que Floravante Paraíba condutor do Renault perdeu o controle e desceu um barranco de aproximadamente 8 metros, junto com ele estavam mais duas pessoas. Já Vanderlei da Luz Pereira conseguiu manter o carro na pista.

     As vítimas do Renault foram levadas ao Hospital Bom Pastor com ferimentos leves.

     Após prestar os primeiros socorros a Policia Rodoviária Estadual de Santo Augusto encaminhou a ocorrência para a Polícia Rodoviária de Cruz Alta, a qual é responsável pela pista do acidente.

     Chovia forte no momento da colisão.

Fotos do acidente: Edemar Salazar / Rádio Querência



  
Fonte: Fernando Almeida / Rádio Querência

Corpo de modelo catarinense morta em cirurgia deverá ser exumado

Abalada pela perda, família da catarinense Pâmela Baris, que faria 27 anos em novembro, levou caso à polícia paulista
Corpo de modelo catarinense morta em cirurgia deverá ser exumado  reprodução/Agencia RBS
Em São Paulo, Pâmela acumulou trabalhos como modeloFoto: reprodução / Agencia RBS

     Uma jovem sorridente, bastante vaidosa e batalhadora. Assim é descrita a modelo catarinense Pâmela Baris do Nascimento, 26 anos, pelo pai de criação dela, Adilson Alves, 47. 

     — Foi uma filha 100% —, disse o pescador terça-feira à tarde, com os olhos se enchendo de lágrimas, em São Francisco do Sul, onde a família mora. 

     Já uma revista masculina que publicou as fotos de Pâmela de lingerie há dois anos a descrevia como um “mulherão” de 93 centímetros de busto, 67 de cintura e 102 de quadril, que adorava cinema, fazia aulas de teatro e malhava pesado para manter o corpo.

     A catarinense que faria 27 anos em 9 de novembro morreu durante uma cirurgia de lipoaspiração na barriga no Hospital Green Hill, estabelecimento que aluga salas de cirurgia a médicos na zona Sul de São Paulo, no dia 19 de outubro.

     A demora do cirurgião plástico em comunicar o fato à polícia causou estranheza na família, e uma tia registrou boletim de ocorrência na capital paulista na segunda-feira. A morte foi noticiada pelo estabelecimento à família na sexta; o corpo de Pâmela, sepultado no sábado em São Francisco. 

     O inquérito está a cargo da 17ª Delegacia de Polícia de São Paulo, no bairro Ipiranga. Até agora, o laudo cadavérico aponta que Pâmela teve o fígado perfurado durante a cirurgia e não resistiu à hemorragia.

     Caçula de quatro irmãos, Pâmela saiu de São Chico há cerca de seis anos para morar em Curitiba. Trabalhou como atendente em lojas, até que o rosto de traços marcantes e as curvas em 1,70 metro de altura a ajudaram a conseguir os primeiros convites para trabalhar como modelo.

     Algum tempo depois, ela se mudou para a capital paulista, onde fez participações como assistente de palco em programas de TV e protagonizou ensaios sensuais e campanhas de lingerie.

     Além de apostar na ginástica para cuidar do corpo que era seu instrumento de trabalho, ela também se submeteu a cirurgias plásticas – entre elas, um implante de próteses de silicone nos seios. Também ajudava a família com dinheiro.

     Paralelamente ao trabalho artístico, Pâmela estudava biomedicina na Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) e estagiava como instrumentadora em uma clínica. Dedicada ao trabalho, a última vez em que apresentou um namorado – surfista – à família ocorreu quando ainda morava em Curitiba. 

     — Criei ela desde recém-nascida, porque é órfã de pai e de mãe —, conta Adilson. 

     Ainda abalado pela perda, o pescador conta que ela era muito ligada à família e viajava a São Francisco sempre que podia. A última visita ocorreu uma semana antes do primeiro turno das eleições, quando a modelo passou quatro dias em casa.

Fonte: Camila Guerra / A NOTÍCIA

Filho de prefeito reeleito é preso em operação policial em Jaquirana, RS

Vereador e coordenador de campanha também foram presos.
Policiais cumpriram mandados de prisão e busca e apreensão em Jaquirana (Foto: Guilherme Pulita/RBS TV)
   Policiais cumpriram mandados de prisão e
   busca e apreensão em Jaquirana
   (Foto: Guilherme Pulita/RBS TV)

     Em operação realizada na manhã desta quarta-feira (31) em Jaquirana, na Serra do Rio Grande do Sul, a Polícia Civil cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão contra crimes eleitorais, descobertos após investigação com interceptações telefônicas. O filho do prefeito reeleito pela Coligação UNIJAQ (formada pelos partidos PP, PMDB, PPS e DEM), um vereador reeleito pela terceira vez e um coordenador de campanha foram presos. Eles estavam com prisão preventiva decretada pela Justiça.

     Segundo o delegado que comanda a operação, Flademir Paulino de Andrade, foram realizadas escutas de ligações feitas por Ivan Lauro Rauber (filho do prefeito), José Evandro Pereira dos Reis (coordenador de campanha e cabo eleitoral) e Orestes Ângelo Andelieri (vereador reeleito). No total foram 15.665 ligações interceptadas, transcritas em 353 páginas. "O que se viu foi a prática reiterada de crimes eleitorais, principalmente a prática do crime de corrupção eleitoral ativa e passiva, e a prática do crime de transporte de eleitores", informa.

     Conforme a investigação, os três presos falam em doações ou promessas de vantagens em troca de votos, principalmente dinheiro, combustível, máquina de lavar, passagens de ônibus e até de avião, e pagamento de contas. Nas escutas a polícia também constatou indícios de desvio de dinheiro da prefeitura municipal para uso na campanha eleitoral.

Populares se concentram em frente à delegacia (Foto: Guilherme Pulita/RBS TV)
   Populares se concentram em frente à delegacia
   (Foto: Guilherme Pulita/RBS TV)

     Até pouco antes das 9h os presos, levados para a delegacia, ainda não haviam sido ouvidos formalmente. Eles têm o direito de ficar em silêncio e se manifestarem somente em juízo. A partir de agora, a delegacia de Jaquirana tem 30 dias para concluir os inquéritos e enviá-los para a Justiça.

     O advogado de defesa dos três presos alegou inocência. "As denúncias são infundadas, eles são inocentes. Vou me inteirar dos fatos para iniciar o trabalho de defesa", disse Gustavo Paim.

     Durante a operação, moradores da cidade se concentraram em frente à delegacia. Houve um princípio de confusão e policiais permaneceram na rua para monitorar a situação.

     Segundo o delegado Flademir, os presos ficarão sujeitos a penas que poderão chegar a 4 anos de reclusão pelo crime de Corrupção Eleitoral, a 6 anos de reclusão pelo crime de Transporte de Eleitores, a 12 anos pelo crime de Peculato e a 3 anos pela prática do crime de Formação de Quadrilha.

     Poderão ser ajuizadas, também, ações eleitorais próprias para buscar cassações de candidaturas ou de diplomações dos envolvidos. Os presos seriam encaminhados ao Presídio Estadual de Vacaria, onde ficarão à disposição da Justiça Eleitoral.

     Em contato com a prefeitura de Jaquirana, o G1 foi informado que a assessoria de imprensa atenderia a partir das 10h desta quarta.

Fonte: Do G1 RS

Localizado corpo de sargento que desapareceu na Fronteira Oeste

Dois militares morreram afogados durante treinamento em Livramento

   Corpo de sargento foi localizado por volta das 3h da manhã de hoje
   Crédito: Daniel Badra / Especial / CP


     O corpo do sargento temporário do 7º Regimento de Cavalaria Mecanizada, Eberton Soares dos Santos, de 24 anos, foi localizado por volta das 3h desta quarta-feira no rio Ibicuí, na localidade de Florentina em Santana do Livramento, na Fronteira Oeste. Ele e o soldado Luciano da Silva Borges, de 21 anos, morreram afogados nessa terça-feira enquanto realizavam um exercício de travessia de blindados sobre pontes.

     O corpo do sargento foi trasladado ao necrotério da Santa Casa de Misericórdia e, liberado para a família. O soldado será sepultado nesta quarta-feira no Cemitério Municipal. O Comando Militar do Sul vai apurar as circunstâncias do acidente e a Polícia Civil de Livramento vai abrir inquérito para investigar o caso.

     O corpo do soldado havia sido encontrado ontem, mas o sargento permanecia desaparecido até a noite, quando os bombeiros de Santana do Livramento interromperam as buscas. Os dois participavam do treinamento há dois dias. O sargento caiu num buraco próximo a um dos pilares da ponte sobre o rio Ibicuí e o soldado entrou na água para resgatá-lo, mas também foi levado pela correnteza. 

     O tenente coronel Queiroz ressaltou que o nível do rio era raso: “O incidente ocorreu num exercício de reconhecimento. Antes de passar cinco blindados pela ponte, é necessário verificar se a estrutura resiste ao transporte. No ato de reconhecimento, a água estava rasa e acredito que ele tenha pisado num buraco que não é visto por quem está no lado de fora”.

Fonte: Jango Medeiros / Correio do Povo

Prédio desaba em frente à prefeitura de Alvorada

Ninguém ficou ferido no edifício do Atacadão Oliveira, na parada 49
Prédio desaba em frente à prefeitura de Alvorada Mateus Bruxel/Diário Gaúcho
Parede no canto esquerdo cedeuFoto: Mateus Bruxel / Diário Gaúcho

     O prédio do Supermercado Oliveira, em frente a Prefeitura de Alvorada, na Avenida Getúlio Vargas, parada 49, desabou na manhã desta quarta-feira. Uma das paredes e parte do telhado do estabelecimento cedeu por volta das 10h30min. Cerca de 50 pessoas estavam no supermercado no momento do acidente.

     As pessoas que estavam no supermercado foram retiradas e ninguém ficou ferido, de acordo com o tenente Gilnei Silva, do 24º BPM.

     De acordo com funcionários, a parede já havia tremido antes. Ao lado, uma obra faz terraplanagem para a construção de um edifício, mas não há confirmação de ligação com o acidente.

     - Ainda não se tem confirmação se a obra causou o acidente. A perícia vai gerar um laudo. No entanto, a Secretaria do Meio Ambiente informou de que a construção já havia sido autuada - disse o tenente à Rádio Gaúcha.

     No dia 1 de outubro, houve um incêndio no prédio. A suspeita é de tenha ocorrido um curto circuito em um freezer, segundo a Brigada Militar.

Fonte: Denise Waskow / DIÁRIO GAÚCHO

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Inimigo número um do tráfico no Rio, cão farejador é jurado de morte

Boss já levou policiais a esconderijos de drogas e armas nas favelas.

   Foto: Reprodução TV Globo

     Um cão farejador da Polícia Militar virou inimigo número um de traficantes, como mostrou o Jornal Nacional.

     O jeito brincalhão e até desajeitado conquista qualquer um logo de cara. Mas Boss, o nome do animal, tem faro para o crime.

     O labrador já levou policiais aos esconderijos mais difíceis de drogas e armas dentro de favelas.

     O cão farejador esteve na ocupação do Complexo do Alemão, da Rocinha e, mais recentemente, de Manguinhos.
Numa única vez ajudou a encontrar 400 kg de maconha dentro de uma parede.

     O trabalho despertou a ira dos inimigos. Numa das últimas operações, os policiais ouviram traficantes no rádio fazendo ameaças a Boss. Ele agora é um cão jurado de morte.

     "Os traficantes diziam que era pra atirar no marronzinho. Eles queriam matar mesmo", afirmou o major Vítor Vale, subcomandante do Batalhão de Ações com Cães.
  
     Só este ano, o batalhão apreendeu quase 2 toneladas de drogas, o dobro do ano passado.

     A ameaça dos criminosos não assusta. Nos 55 anos da unidade, nenhum cão ficou sequer ferido.
   
     “Essa ameaça é pra unidade e, com certeza, a gente está preparado para ir contra ela. Então eles que se cuidem”, afirmou o comandante do Batalhão de Ações com Cães, tenente-coronel Marcelo Nogueira.

     Pelos bons serviços prestados nos últimos cinco anos, Boss ganhou o direito a uma companheira. Ele e Bombom ainda precisam se conhecer melhor. Mas os policiais apostam: em breve, os traficantes terão muitos outros motivos para se preocupar.

 Fonte: Do G1 Rio

Morte de modelo catarinense durante lipoaspiração é investigada em São Paulo

Familiares de Pamela Baris do Nascimento, que moram em São Francisco do Sul, cobram explicações
Morte de modelo catarinense durante lipoaspiração é investigada em São Paulo reprodução/Reprodução
Pamela estava há três anos em São Paulo e fazia participações especiais em programas de TVFoto: reprodução / Reprodução

     A Polícia Civil investiga a morte da modelo catarinense Pamela Baris do Nascimento, 26 anos, que morreu na quarta-feira, 17, durante uma lipoaspiração no bairro Ipiranga, em São Paulo. A família da modelo mora em São Francisco do Sul, Norte do Estado, e está na capital paulista na tentativa de identificar o que houve com a jovem.

     Pamela foi sepultada no sábado, dia 20, e seu pai Adilson Alves, 47 anos, diz que a intenção é processar o hospital responsável pelo procedimento. Ele conta que Pamela morava sozinha em São Paulo há três anos, era solteira, e saiu da cidade natal com 19 anos para estudar e trabalhar como modelo. 

     Primeiro foi para Curitiba, onde estudava medicina. Depois recebeu propostas para atuar como assistente de palco em programas de televisão e se mudou para a capital paulista. Ela é a única dos cinco filhos que saiu da cidade natal para estudar e trabalhar e completaria 27 anos no dia 9 de novembro.

     — O médico que fez a cirurgia ligou avisando da morte. Ficamos surpresos e nem acreditamos de início, ninguém estava sabendo dessa operação, ela não nos contou. Era bem independente, pagava seus estudos, se virava — conta Adilson.

     O caso só foi registrado na delegacia nessa segunda-feira pela tia de Pamela, que viajou até São Paulo. Segundo o delegado, Evandro Lemos, ela morreu na mesa de cirurgia depois de uma perfuração no fígado seguida de uma hemorragia. A atriz, que já tinha passado por duas cirurgias em outras ocasiões, chegou a receber duas bolsas de sangue, mas não resistiu.

     O que intriga a equipe de investigação, segundo o delegado, é a demora do médico em comunicar o fato à polícia. O pai da modelo confirma que ele só ligou para a família.

     — Ele nos ligou dizendo que ela tinha morrido, mas não disse como, nem onde, nada. Por isso, a tia dela teve que viajar até lá para saber o que houve — disse. 

     Ainda segundo a polícia, o médico tem registro, o hospital é habilitado e tem os equipamentos adequados para fazer a cirurgia e tudo indica que o procedimento foi realizado de forma correta, mas, pelo médico não ter comunicado o fato à polícia, poderá responder por fraude processual.

Fonte: A NOTÍCIA

Tribunal derruba ordem para retirada de índios de fazenda em Iguatemi

Nova decisão foi anunciada pelo ministro da Justiça, em Brasília.
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e a ministra Maria do Rosário, dos Direitos Humanos, em reunião com índios guarani-kaiowá em Brasília (Foto: Nathalia Passarinho / G1)
   O ministros José Eduardo Cardozo (Justiça), e
   Maria do Rosário (Direitos Humanos) em reunião
   com índios guarani-kaiowá em Brasília
   (Foto: Nathalia Passarinho / G1)

     O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (SP e MS) cassou nesta terça-feira (30) liminar (decisão provisória) de um juiz federal de Naviraí (MS) que determinava a desocupação pelos índios guarani-kaiowá de área na Fazenda Cambará, em Iguatemi, a 466 km de Campo Grande.

     A informação foi anunciada pelo ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, em reunião com membros da etnia na Secretaria de Direitos Humanos da Presidência. Cardozo informou ainda que determinou o envio de reforço da Polícia Federal e da Força Nacional para evitar que a tensão entre indígenas e produtores rurais provoque violência.

     "Estamos enviando um reforço de pessoas e viaturas da Força Nacional. A Polícia Federal também vai reforçar policiamento na área. Não vamos informar o efetivo por questões de segurança, mas é o suficiente para garantir paz", afirmou Cardozo.

     Pela nova decisão, os índios devem permanecer no local até que sejam terminados os procedimentos administrativos de demarcação das terras. Eles não poderão impedir a circulação de pessoas no local nem ampliar a terra hoje ocupada, de 10 mil metros quadrados. Também não poderão desmatar áreas verdes nem caçar os animais da fazenda.

     A área ocupada pela a comunidade de Pyelito Kue, localizada no sul do Mato Grosso do Sul, é de reserva nativa, que não pode ser explorada economicamente. Os índios atravessaram o rio e foram para a propriedade rural em novembro do ano passado, três meses depois de terem o acampamento onde moravam ser destruído em um ataque no dia 23 de agosto de 2011 (entenda o caso).

     No dia 17 de setembro deste ano, a Justiça Federal de Naviraí determinou a saída dos índios do local deferindo pedido de desapropriação feito pelo proprietário das terras, o produtor rural Osmar Bonamigo.

     Por conta da decisão os índios chegaram a divulgar uma carta em que diziam que iriam resistir até a morte na ocupação da terra caso tentassem retirá-los. O líder dos guarani-kaiwoá Solano Lopes, que participou da reunião na Secretaria de Direitos Humanos, esclareceu que o texto não significa que haverá suicídio coletivo, mas que os indígenas lutarão "até o último guerreiro" pela permanência na propriedade.

     "A comunidade tem uma decisão de não sair nem por bem nem por mal. Vamos lutar por essa terra até o último guerreiro. Não vamos matar uns aos outros, mas vamos morrer pela nossa terra", afirmou.

     Solano Lopes argumentou ainda que a propriedade em Iguatemi é dos indígenas há dezenas de anos."

Demarcação

     De acordo com o ministro Eduardo Cardozo, o estudo etnológico da Funai, para averiguar se a terra é indígena, já foi concluído. "Só falta o levantamento fundiário, que deve ser concluído em 30 dias", afirmou.

     A decisão definitiva sobre o direito à propriedade, contudo, não tem prazo para ocorrer, já que a demarcação pode ser contestada judicialmente pelo estado, município e pelos produtores rurais.

     A ministra Maria do Rosário também criticou a demora do Judiciário, especialmente do Supremo Tribunal Federal, para decidir sobre recursos contra demarcações de terras indígenas no país. "A morosidade na votação de matérias que dizem respeito a terras indígenas no STF intensifica a tensão na região. Vamos procurar os ministros para tratar das ações que tramitam lá", disse.

'Satisfeito pela metade'

     Após anúncio, o guarani Otoniel Nhandherou, liderança indígena, chorou e disse estar "satisfeito pela metade". "Não quero mais meu povo morrendo por causa dessa terra. Eu vou ficar feliz totalmente quando toda essa área for demarcada. Quando morrer vai ser de olho aberto para mostrar minha angústia", disse.

     Já o cacique guarani Solano Lopes pediu cópia da decisão para comprovar que eles poderão, de fato, permanecer na propriedade até a demarcação.

     A ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, disse que o governo vai agilizar os procedimentos necessários à demarcação.

Fonte: Nathalia Passarinho / Do G1, em Brasília

BM apreende arma em mochila de aluno no Bairro Belém Velho

Estudante da Escola Estadual Henrique Farjat levou pistola 9mm para sala de aula
BM apreende arma em mochila de aluno no Bairro Belém Velho divulgação/Brigada Militar/Divulgação
   Foto: divulgação / Brigada Militar/Divulgação

     Um adolescente de 13 anos, aluno do sexto ano da Escola Estadual Henrique Farjat, no Bairro Belém Velho, foi flagrado na manhã de hoje com uma pistola 9mm na mochila. A BM foi avisada da suspeita por volta das 10h, e, ao revistar a mochila do garoto, encontrou a pistola.

     A arma e o carregador, de fabricação argentina, estavam sem munição. Conforme a Brigada Militar, o adolescente não explicou por que levou a arma para a escola. Ele foi levado ao plantão do Deca.

Fonte: DIÁRIO GAÚCHO

Acidente na Argentina tira a vida de caminhoneiro de Campo Novo

Acidente na Argentina tira a vida de caminhoneiro de Campo Novo
   Foto: Arquivo pessoal


     Um Camioneiro de Campo Novo foi vitima no último sábado de um trágico acidente, próximo à fronteira entre a Argentina e o Chile.

     Celmar Klein conduzia um caminhão Volvo da empresa Klein Bebidas, onde informações das autoridades locais dão conta de que o mesmo não conseguiu vencer uma curva acentuada existente naquele trecho, sendo que o caminhão atravessou a pista, colidiu na proteção lateral de uma ponte e tombou sobre o leito do rio.

     O motorista ficou preso nas ferragens e os trabalhos de remoção do corpo por parte dos bombeiros levou mais de uma hora.

     As autoridades confirmam que Celmar morreu no local.

     Uma triste coicidência é que outro acidente com este mesmo caminhão vitimou outro motorista em 13.05.12, quando  Anderson Raush, perdeu a vida.

      Acidente com Celmar Klein (Foto: laangosturadigital)


Fonte: Rádio Alto Uruguai
Foto laangosturadigital: Postada por jocerodrigues.blogspot.com.br

C.E.R. Miraguai jogará em Ijuí no domingo pelo Gauchão Polar de Várzea



     A equipe do C.E.R. Miraguai de Tenente Portela estreia na terceira fase do Gauchão Polar de Várzea neste domingo, 04/11, contra a equipe de São José do Inhacorá. A partida, válida pelo Grupo A, será às 11 horas da manhã no Estádio 19 de Outubro, sede do E.C. São Luiz.

     A equipe adversária perdeu a primeira partida para o selecionado de Rosário do Sul por 3x2. Após o jogo de domingo, o Miraguai voltará a jogar em Ijuí no dia 11, contra a equipe de Rosário do Sul, apenas uma equipe se classificará para a próxima fase.
 
     Nesta fase, todas as equipes participantes estarão utilizando o fardamento doado pela organização do campeonato com a logomarca do patrocinador master.

Fonte: Planeta FM
30/10/2012 - 16h55

Santa Rosa: Musicanto deste ano foi suspenso

     O anúncio oficial foi feito hoje pela manhã na Rádio Noroeste pelo presidente da Comissão Central, Edemir Leite, que esteve acompanhado do secretário municipal de Cultura, Ângelo Zeni.

     A justificativa de Edemir é que não foi assegurado um patrocínio de 150 mil reais da Eletrosul, informação que teria sido oficializada ontem pela estatal.

     “Sem patrocínio o evento se torna inviável”, justificaram o presidente e o secretário.

Fonte: Jornal Noroeste

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Descubra a Universidade será amanhã na URI campus Santo Ângelo


     Nesta terça-feira, 30, a Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – URI campus de Santo Ângelo, estará promovendo mais uma edição do Descubra a Universidade. O evento que já está na 14ª edição tem como objetivo integrar os estudantes no mundo universitário e apresentar a instituição e os cursos aos futuros vestibulandos.

     Para esta edição, a universidade estará organizando uma extensa programação, com visita aos laboratórios de todo o campus, interação com os professores e acadêmicos, visita aos stands dos cursos, além de atividades culturais, esportivas, dentre outras.

     O Descubra a Universidade destina-se aos concluintes das escolas de Ensino Médio (públicas e privadas) e cursos preparatórios para o vestibular das regiões Norte e Noroeste do estado, configurando-se como uma grande oportunidade para que os estudantes passem um dia convivendo com o ambiente universitário. 

     Na ocasião, além de conhecerem a estrutura da universidade, serão oferecidas oficinas com atividades práticas mostrando o diferencial de cada curso. Na parte da manhã, as atividades estarão concentradas no prédio 1, local central de toda programação. 

     Segundo o diretor-geral da instituição, professor Maurílio Miguel Tiecker, a expectativa é receber mais de três mil estudantes de toda a região. “No ano passado, mais de 2.500 alunos participaram do evento. O Descubra a Universidade é uma oportunidade para tirar dúvidas, conhecer os cursos, laboratórios, a infraestrutura, bem como conhecer e conversar com pessoas de outras escolas da região”, destaca o diretor.

     A novidade desta edição será a “Conexão URI”, uma atividade que será realizada no ginásio da universidade, envolvendo uma equipe de cada escola, onde participarão de um circuito de atividades em cada curso oferecido pela instituição. As três melhores equipes serão premiadas.

     Na oportunidade, a Escola da URI estará promovendo a “Dinâmica do Saber” que terá como tema “Linguagens Tecnológicas e Culturais: interfaces que se relacionam, possibilitando a troca de experiências entre alunos e professores, oferecendo assim um espaço para a interdisciplinaridade. A atividade será durante todo o dia, na Escola da URI.

     Além disso, os alunos poderão aproveitar para fazer a inscrição para o Vestibular de Verão ao preço promocional, somente durante o Descubra a Universidade. As inscrições podem ser feitas no prédio 1 (redondo), prédio 20 (tesouraria) e no ginásio de esportes.

Mais informações podem ser obtidas através do telefone (55) 3313-7900 ou pelo site www.santoangelo.uri.br.

Confira a programação:

9h às 10h30min – Recepção das escolas na parada de ônibus central e início das visitas guiadas.

9h – Dinâmica do Saber promovido pela Escola da URI – prédio 14

10h30min às 13h – Visita livre no prédio 1 (os alunos poderão tirar as dúvidas sobre os cursos, receber informações sobre bolsas, financiamentos, valores e efetuar a inscrição do vestibular ao preço promocional de R$ 25). 

11h – Lançamento do programa de coleta de óleo (Curso de Ciências Biológicas em parceria com o Deman) - prédio 1 – stand do curso de Ciências Biológicas.

11h – 1º Concurso de Estruturas de Espaguete (Curso de Engenharia Civil) – prédio 1 – stand do curso de Engenharia Civil

12h às 13h – Intervalo para o almoço.

13h às 15h – Início das atividades da CONEXÃO URI, no Ginásio de Esportes da URI.

15h às 15h30min – Divulgação dos vencedores da CONEXÃO URI.

16h – Intervalo.

18h30min às 20h30min - Recepção das escolas na parada de ônibus central e início das visitas guiadas.

20h30min às 22h – Visita livre no prédio 1 (os alunos poderão tirar as dúvidas sobre os cursos, receber informações sobre bolsas, financiamentos, valores e efetuar a inscrição do vestibular ao preço de R$ 25).

As inscrições para o Vestibular de Verão poderão ser realizadas nos seguintes horários e locais:

Prédio 1 – das 10h30min às 13h

Prédio 20 – Tesouraria (manhã, tarde e noite)
Ginásio de Esportes – das 13h às 15h

Fonte: Jornalista Eloiza Cielo

Buenas Publicidade
Assessoria de Imprensa
Eloiza Cielo 

Segurança de deputado reage e mata suspeito de assalto em GO, diz polícia

PM estava no carro de Luiz do Carmo (PMDB) quando foi abordado, às 12h.
Segurança de deputado mata suposto assaltante durante tentativa de assalto, em Goiânia (Foto: Cristiano Borges/Jornal O Popular)
   Segundo a PM, segurança de deputado reagiu a um assalto  (Foto: Cristiano Borges/Jornal O Popular)

     Um sargento da Polícia Militar (PM) que trabalha na Assembleia Legislativa de Goiás e faz a segurança do deputado estadual Luiz Carlos do Carmo (PMDB) matou um suposto assaltante por volta das 12h desta segunda-feira (29), no Setor Oeste, em Goiânia. Segundo informações do aspirante da PM Higor Alexandre Guimarães, o policial estava no veículo do político.

     Ele tinha deixado o deputado em uma reunião e o esperava na praça da Rua 23, quando o suspeito deu voz de assalto. “Ele estava sozinho no veículo e entregou as chaves. Quando já estava descendo, reagiu”, explicou o aspirante. Após a morte do suspeito, uma mulher, que se identificou como esposa dele, também foi presa. A polícia investiga se ela participou da tentativa de assalto.

     A perícia esteve no local e o trânsito precisou ser desviado. O sargento se apresentou espontaneamente na Corregedoria da PM e foi liberado. Um inquérito será aberto para apurar o caso.

     O G1 tentou falar com o deputado Luiz do Carmo nesta tarde, mas ele não atendeu as ligações.

Michelle Muniz do Carmo, Goiás (Foto: Versanna Carvalho/G1)
   Deputado Luiz do Carmo usando camiseta com
   foto da filha (Foto: Versanna Carvalho/G1)
  
Latrocínio

     O deputado Luiz do Carmo perdeu a filha, Michelle Muniz do Carmo, de 30 anos, durante uma tentativa de assalto no dia 21 de abril deste ano. O crime aconteceu em frente a uma distribuidora de bebidas do Setor Nova Suíça, bairro nobre de Goiânia.

     Em entrevista ao G1 em agosto deste ano, o deputado falou sobre o sentimento de perda. “O choque é muito grande. Eu vou te falar do meu sentimento de pai. Uma morte dessas afeta a família toda. Todo mundo está adoecendo, a família está adoecendo”, disse Luiz Carlos.

     Deprimido com a morte da filha, o político contou que ficou sem ir à Assembleia Legislativa nos primeiros 50 dias e que chegou a pensar em abrir mão do seu mandato de deputado estadual. Refletiu e decidiu permanecer e ter uma voz na Assembleia, junto aos colegas deputados.

     Ao todo, seis homens foram acusados de envolvimento na morte de Michelle: um teria atirado na jovem, outro teria entrado no carro dela e um terceiro teria dado cobertura ao crime. Outros três também participaram: o que teria emprestado o carro, o que teria emprestado a arma do crime e o que teria guardado a arma após o crime.
  
Indignação

     Para o deputado Luiz do Carmo, o Código Penal não atende aos anseios da população por segurança. “Esses bandidos, mesmo que sejam condenados, pegarão no máximo 30 anos de prisão. No máximo em dez, 12 anos eles estarão livres e fazendo a mesma maldade”, lamentou. Na opinião do pai de Michelle, a certeza disso aumenta a certeza da impunidade.

     O político comentou que, como deputado estadual, não pode lutar por mudanças na lei de latrocínio. Ele pensa em começar, como cidadão, nos moldes do que aconteceu com a Lei da Ficha Limpa, um projeto de iniciativa popular para aumentar a pena máxima para o crime de latrocínio para no mínimo 50 anos, sem direito a progressão de regime.

     “Eu quero fazer igual ao Ficha Limpa que pegou um milhão de assinaturas e mudou tudo. Quero ver se pego no Brasil uns dois milhões de assinaturas para mudar a lei de latrocínio”, comentou.
O empresário tem consciência de que se esta mudança ocorrer, não virá a tempo de ser aplicada nos acusados pela morte da filha. “Quero fazer isso pela sociedade futura. Desde que isso aconteceu com a Michelle, fui procurado e soube de muitos casos de latrocínio”, disse.

Michelle Muniz foi morta a tiros em frente a distribuidora de Goiânia, em Goiás (Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal)
   Michelle Muniz foi morta a tiros em frente a distribuidora de Goiânia (Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal)


Fonte: Do G1 GO