terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Zagueiro Victorino sofre acidente automobilístico em Belo Horizonte

Acidente com Victorino, zagueiro do Cruzeiro (Foto: Leonardo Simonini/Globoesporte.com)
  Acidente com Victorino, zagueiro do Cruzeiro
  (Foto: Leonardo Simonini / Globoesporte.com)


     O zagueiro uruguaio Maurício Victorino, do Cruzeiro, se envolveu em acidente automobilístico na região sul de Belo Horizonte, na noite dessa terça-feira. A colisão envolveu três carros, na Avenida Senhora do Carmo, e o defensor da Raposa ficou alguns minutos preso às ferragens, já que a batida foi violenta. A princípio, Victorino não conseguiu reduzir a velocidade de seu veículo e bateu na traseira do que estava à frente, provocando um engavetamento.

     Victorino, consciente, foi retirado do carro pelo Corpo de Bombeiros, com colar cervical, e seria encaminhado, por uma ambulância, ao pronto-socorro do hospital João XXIII, na região central da capital. Porém, o atleta foi levado ao Hospital Lifecenter, na região sul de Belo Horizonte. O uruguaio reclama bastante de dores nas costas.

     Uma senhora, de 82 anos, que não foi identificada, também foi encaminhada para o pronto socorro do Hospital João XXIII. O engarrafamento por conta do acidente praticamente parou toda a avenida que liga a região central à zona sul.

     O vice-presidente do Cruzeiro, José Maria Fialho, esteve no local e tranquilizou os torcedores e familiares.

     - Ele estava tranquilo, consciente. Graças a Deus, não aconteceu nada de mais grave.

     O médico do Cruzeiro, Sérgio Freire Júnior, acompanhou o jogador no hospital e deu boas notícias.

     - Victorino vai ainda esta noite para casa. Está aguardando os medicamentos fazerem efeito para ter condições de se movimentar melhor. Chegou ao hospital reclamando de dores no pescoço e nas costas, mas todos os exames apontaram que não houve nada, apenas efeito da pancada. Com relação à possibilidade de treinar nesta quarta-feira, é muito difícil, já que o jogador deverá sentir muitas dores. Ele estará liberado para jogar assim que a dor passar.

     A polícia ainda investiga quais seriam as causas do acidente.

Fonte: GLOBOESPORTE.COM / Belo Horizonte

Adolescentes são banidos dos EUA depois de piada infeliz no Twitter

r-LEIGH-VAN-BRYAN-EMILY-BUNTING-large570
  Leigh Van Bryan e Emily Bunting, banidos dos Estados Unidos por causa de mensagens no Twitter
  (Foto: Reprodução/SWNS)


     É sempre bom lembrar: muito cuidado com aquilo que você escreve nas redes sociais. Nunca sabemos como as pessoas (e, nesse caso em especial, as autoridades) podem interpretar sua declaração. Dois jovens britânicos de férias nos Estados Unidos, Leigh Van Bryan e Emily Bunting, não pensaram nisso na hora de trocar suas animadas mensagens pelo Twitter, fazendo piadas infelizes sobre suas futuras atividades na América.

     Tudo começou quando Leigh enviou pelo microblog uma mensagem para uma amiga dizendo que iria “destruir a América”. Em outro tweet, o rapaz novamente comentou com um amigo que estava partindo de viagem de férias para "ofender pessoas" na Hollywood Boulevard, e "desenterrar Marilyn Monroe". É evidente que, nos dois casos, tratava-se de uma brincadeira. Porém, os agentes especiais do serviço de segurança dos Estados Unidos não entenderam dessa forma.

     Assim que chegaram em Los Angeles, onde esperavam passar férias de três semanas, Leigh e Emily foram abordados por guardas armados, que os prenderam sob suspeita de "planejar cometer crimes em solo americano". Os jovens foram interrogados por cinco horas e passaram a noite em uma cela comum, com outros criminosos. Bryan até afirmou que foi forçado a dividir sua cela com traficantes mexicanos.

     A explicação da dupla é que, no Reino Unido, o termo "destruir" é uma gíria para festejar, e argumentaram que jamais teriam a coragem de violar o túmulo de Marilyn Monroe.

     As justificativas, porém, não surtiram efeito. Ambos foram proibidos de entrar nos Estados Unidos, e foram deportados para a Grã-Bretanha, tendo embarcado no dia seguinte. O caso foi levado tão a sério que os agentes da fronteira procuraram por pás entre as bagagens dos jovens.

     Segundo o jornal Daily Mail, Van Bryan e Bunting foram informados que, caso desejam voltar aos Estados Unidos, deverão solicitar antes um visto de turismo na Embaixada norte-americana em Londres. Bryan, no entanto, parece ter aprendido a lição: desde o incidente, sua conta no Twitter foi colocada em modo privado.


Fonte: Eduardo Moreira, para o TechTudo

Boles confessa autoria do triplo homicídio em Caxias do Sul

  Boles (Foto:Roni Rigon)


     Em depoimento durante a tarde desta terça-feira, Luciano Dickel Boles, 31 anos, assumiu a autoria do homicídio do empresário Gilson Fernandes, 44, do filho dele, Vinicius, 14, e do amigo do garoto, Germano Ioris de Oliveira, 13. 

     Boles teve a prisão preventiva decretada pela Justiça depois que o comparsa dele, Lucas Eduardo Macedo dos Reis, 22, confessou o crime e indicou onde os corpos das vítimas foram jogados. 

     O suspeito foi preso por policiais militares no final da tarde da última segunda-feira em Santa Maria, onde foi localizado na casa de uma namorada. Aos agentes que o trouxeram de volta para a Serra, ele negou participação no crime. Mas, voltou atrás durante o depoimento.  

     Assim como Reis, Boles foi levado para a Penitenciária Industrial de Caxias do Sul por volta das 17h desta terça-feira, onde deve permanecer recolhido até o final do processo.

Fonte: PIONEIRO

Vazamento em área de frigorífico deixa mortos e feridos, diz bombeiro

Quatro morrem em vazamento em frigorífico em Bataguassu, MS (Foto: BataguassuNews/Olair Nogueira)
  Frigorífico foi isolado após vazamento de produto químico
  (Foto: BataguassuNews/Olair Nogueira)


     Um vazamento de produto químico em uma área do curtume do frigorífico Marfrig, na manhã desta terça-feira (31) em Bataguassu, a 335 km de Campo Grande causou mortes e deixou feridos, segundo os bombeiros. De acordo com o coronel Ociel Ortiz Elias, comandante da corporação no estado, quatro pessoas morreram em decorrência da intoxicação.

     O secretário de Saúde de Bataguassu, José Sebastião de Andrade Junior, disse ao G1 que 28 pessoas foram intoxicadas por conta do vazamento. Deste total, três foram transferidas, em coma induzido, para hospital de Presidente Prudente (SP). Os outros permanecem internados no hospital de Bataguassu.

     Equipes de socorristas foram enviadas para o local para atender os afetados pelo acidente. O chamado de resgate ocorreu por volta das 12h (horário de Brasília). O complexo foi isolado e não houve relatos de explosão na unidade. O incidente teria ocorrido em um curtume, instalado no complexo onde funciona o frigorífico.

     O coronel Joílson De Paula, do Corpo de Bombeiros, informou que houve um vazamento de produto químico. O coronel explica que a contenção estava sendo feita com jatos de "água neblinada". Técnicos da empresa responsável pelo frigorífico devem avaliar a gravidade do vazamento e, para isso, vão usar roupas especiais para entrar na unidade. Uma equipe dos bombeiros, treinados em vazamento de produtos químicos, saiu de Campo Grande para auxiliar na apuração do caso.

     A assessoria do Grupo Marfrig informou ao G1 que curtume foi evacuado para que as causas do acidente sejam apuradas. Em nota, a empresa informa que houve uma reação química decorrente de manipulação de insumos.

Confira a nota na íntegra:
Esclarecimento

A Marfrig informa que o acidente envolvendo a unidade de curtume no município de Bataguassu (MS) já foi controlado e que os funcionários atingidos já foram removidos e estão sendo atendidos pela Santa Casa local. O curtume foi evacuado e, em conjunto com a polícia civil e técnica, a causa do acidente está sendo apurada. Informações preliminares indicam que houve uma reação química decorrente de manipulação de insumos inerentes da atividade de curtume. Executivos da empresa estão no local empenhados na prestação de atendimento aos funcionários atingidos e suas famílias. Assim que as informações estiverem esclarecidas a empresa voltará a informar. A unidade frigorífica de Bataguassu, próxima ao curtume, não foi atingida pelo acidente.

Grupo Marfrig

Fonte: Hélder Rafael / Do G1 MS

Filho é suspeito de planejar sequestro dos pais

     Os integrantes da Bike Patrulha da Brigada Militar foram acionados, na manhã de terça-feira (31) pelo gerente de uma agência bancária localizado na Av. Brasil, bairro Centro, onde uma idosa, de 74 anos de idade, acompanhada do filho, estaria tentando retirar a quantia de R$ 6mil de uma conta de terceiros.
 
     Ao chegarem no local, foi relatado ao policiais que a mulher estava muito assustava e nervosa, fator que causou estranheza por parte dos funcionários do banco. Policiais da Bike Patrulha interrogaram a idosa que confessou estar retirando o dinheiro para pagar o resgate do seu marido, de 76 anos, que estava sob poder de bandidos desde o início da manhã de terça-feira.

     O sequestro teria ocorrido quando o casal, natural de Espumoso, chegava em Passo Fundo em um automóvel Corsa, de cor prata, para visitar seu filho, de 47 anos de idade. Segundo relatos da vítima, assim que estacionaram o veículo na frente da residência do filho, localizada na rua Araxá, bairro São Luiz Gonzaga, os dois foram surpreendidos por uma mulher que se aproximou do carro com um facão entrou no veículo e ordenou que o idoso dirigisse por algumas ruas da cidade. Durante todo o percurso a seqüestradora falava com um comparsa pelo telefone celular. 

     Ao chegarem na rua Passo do Cruz, localizado no Km 3 da ERS 135 a mulher foi solta e obrigada a fazer contato com o filho que a buscou e levou-a até a agência bancária para retirar o dinheiro para pagar o resgate do marido. 

     Assim que ficaram sabendo sobre o fato, policiais da Bike Patrulha acionaram o Serviço de Inteligência da Brigada Militar juntamente com o apoio de policiais do Pelotão de Operações Especiais (POE), percorreram o caminho que o casal de idoso teria feito sob o domínio da bandida e localizou a seqüestradora no local onde ela teria soltado a idosa. 

     Ao perceber a presença dos policiais a seqüestradora fugiu em disparado, mas foi detida. O homem foi encontrado dentro do automóvel com as mãos e os pés amarrados. A mulher foi presa em flagrante pelos policiais da Brigada Militar.

     Quando tudo parecia solucionado, outro fator intrigante surpreendeu a polícia. O número de telefone registrado no celular, no qual a seqüestradora falava a todo o instante durante o seqüestro, era o mesmo do filho do casal de idosos. A partir desta nova informação, policiais prenderam na hora o filho que teve que prestar esclarecimentos ao delegado plantonista Venícios Demartini. 

Fonte: Jonas Lima / (Redação Passo Fundo / Diário da Manhã)

PM e carcereiro são presos em Apucarana

     O delegado-chefe da 17ª Subdivisão Policial (SDP), Valdir Abrahão da Silva, confirmou nesta terça-feira (31) que um policial militar e um carcereiro do minipresídio de Apucarana foram presos por suspeitas de favorecer a entrada de drogas, telefones celulares e outros objetos na unidade carcerária de custódia cautelar. Os dois detidos ainda não se manifestaram sobre o assunto.

     Recentemente a polícia apreendeu grande quantidade de entorpecentes e mais de 100 telefones celulares durante duas revistas feitas no local.

     "Na sequência repassaremos mais detalhes sobre o trabalho investigativo que resultou na prisão do PM e carcereiro", afirmou o delegado Abrahão.

     O minipresídio de Apucarana abriga hoje mais de 200 detentos, com superlotação em torno de 100% da capacidade.

Fonte: Jornal Tribuna do Norte / Apucarana

A dura rotina do Plantão Policial

ESPECIAL
  AÇÃO: marcada pelo risco e pelo perigo / Arquivo JM


     A Polícia Civil em Bagé conta com cinco delegacias: a 1ª DP, a 2ª DP, a Defrec (Delegacia de furtos, roubos, entorpecentes e capturas), a Regional (que é administrativa) e a DPPA (Delegacia de Pronto Atendimento).

     Cerca de 80 policiais civis trabalham na cidade que é dividida em duas zonas principais. Na DPPA funcionam, também, os cartórios especializados da Criança e do Adolescente Vítimas e do Menor e Adolescente Infrator. Para ela convergem todas as ocorrências a fim de ser feito o registro policial, o famoso BO (boletim de ocorrência). São atendidas, por dia, entre 50 e 60 ocorrências, pelas equipes de policiais plantonistas. Não só os delitos de rua chegam à DPPA, também são registrados os delitos que ocorrem dentro dos muros correcionais do Presídio Regional de Bagé (PRB).

Dificuldades

     Os policiais da delegacia de pronto atendimento, como a maioria de seus colegas, trabalham em seus plantões com boa dose de heroísmo e abnegação. Numa profissão marcada pelo estresse diário e pelo perigo imponderável – a qualquer momento pode surgir uma situação de risco – o servidor da Polícia Civil não desfruta de um bom salário e desempenha suas funções com uma infraestrutura muitas vezes precária. Segundo os próprios policiais existe uma carência muito forte de efetivo. São poucos os policiais para a demanda de serviço existente. Essa situação sobrecarrega as equipes de trabalho em diversas tarefas policiais, já que atuam somente com dois servidores. 

Fatos marcantes

     Os boletins policiais se caracterizam pela sua imensa diversidade. A perda de documentos é, possivelmente, a ocorrência que tem mais expressão percentual nas estatísticas dos atendimentos. Impressiona a quantidade dessas comunicações. Se por um lado é necessário que o cidadão registre, para fins de direito, a perda de seu documento, esse procedimento, por ser numeroso ocupa demasiadamente as ações de plantão que acabam tendo pouco tempo para outras ocorrências mais graves, além do acúmulo de papel que termina por abarrotar arquivos de registro policial. As apreensões de material que visitantes tentam fazer chegar às celas do PRB se destacam pelo sangue frio e naturalidade dos autores e autoras. Com grande frequência são detidas mulheres com os mais estranhos objetos ocultos no corpo. Nesse particular, as mulheres visitantes usam seguidamente a própria vagina como esconderijo, principalmente pra aparelhos de telefone celular. As prisões em flagrante são outras ocorrências importantes. Muitas vezes o indiciado preso tem que ser colocado na cela, algemado, em função de seu descontrole no momento ou por sua periculosidade e intenção de fugir. Embriaguez, furto e tráfico de drogas despontam como as principais causas dessas prisões. As ocorrências derivadas da Lei Maria da Penha são destaque dos plantões, já que a nova legislação garante medidas protetivas às vitimas. E tudo isso ocorre sem que a grande maioria da comunidade tome conhecimento.

Fonte: Cláudio Falcão / Jornal Minuano / Bagé

Mãe de resgatada após 3 dias diz que filha está triste por perder Carnaval

Mãe de Caroline se emociona ao falar da filha (Foto: Reprodução / TV Tem)
  Mãe de Caroline se emociona ao falar da filha
  (Foto: Reprodução / TV Tem)


     A jovem Caroline Laila Soares, de 19 anos, ainda aguardava na manhã desta terça-feira (31)  a realização de cirurgias  para reparar fraturas causadas pelo acidente que a deixou três dias à espera do resgate em uma rodovia na cidade de Populina, no interior de São Paulo. Segundo Fátima Carvalho Soares, mãe da garota, Caroline se recupera bem e, ansiosa por sair da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), lamenta a possibilidade de ter que passar o Carnaval em recuperação. "Eu disse que agora ela tem a vida inteira para fazer isso, o importante é que ela sobreviveu", diz Fátima.
     De acordo com a mãe, Caroline saiu de casa, em Iturama, na quinta-feira (26) por volta das 20h, com destino à casa da avó, que mora na cidade de Alexandrita. Antes de chegar, ela mudou o trajeto para visitar alguns amigos em Jales. Ela foi achada no domingo (29) em um buraco às margens da Rodovia Eliéser Montenegro Magalhães.
     “Foi isso que dificultou as buscas, porque procuramos em um percurso que ela não fez. Nós voltávamos para casa na estaca zero.  Sem ter notícias cheguei a pensar o pior, queria encontrá-la viva ou morta. Graças a Deus encontrei com vida”, disse.
     Fátima disse que a filha não se recorda de detalhes do acidente. “O que a Caroline lembra foi que dormiu. Ela só acordou no outro dia e viu que tinha sofrido um acidente. Muito ferida, ela viu o porta-malas aberto e escorregou para fora do carro segurando um notebook para apoiar a cabeça e não se machucar. Ela disse que gritou muito, chegou a ficar sem voz, mas ninguém ouviu”, contou.
     Cansada de pedir socorro gritando, Caroline teria tentado chamar atenção de outras formas. “Ela conseguiu uma sacola plástica e pegou um galho longo. Grudou a sacola nele e ficou balançando para ver se alguém a via e a tirava de lá, mas ninguém apareceu. Ela tentava subir o barranco, mas como a terra estava fofa e ela muito machucada, não conseguia subir”, disse.
     Caroline sobreviveu, pois tomou água dentro do barranco. “Minha filha disse que tinha consciência de que, se não tomasse aquela água, morreria. Ela viu a água suja, viu sapos nela, mas disse que não teve escolha porque tinha vontade de viver”, contou.
     Segundo Fátima, que acompanha a filha no hospital, Caroline está bem e vai se recuperar logo. “Aparentemente, da cintura para cima, ela está bem, apesar de tudo. Mas os braços e pernas estão muito esfolados, de tanto se arrastar para pedir ajuda”, disse.
     Apesar do susto, Caroline está animada, mas já lamentou a possibilidade de perder uma data que ela adora comemorar com os amigos. “Ela me disse que está triste porque agora não poderá ir ao Carnaval”, contou Fátima.

Estado de saúde

     Segundo informações do hospital, nesta terça-feira (31), as enfermeiras de plantão cuidaram de Caroline durante toda a madrugada e a jovem permaneceu lúcida, comendo normalmente e o estado de saúde é estável. Caroline deve passar por duas cirurgias, segundo informações do médico cirurgião geral e chefe da UTI da Santa Casa de Fernandópolis, Fernando Bertucci.
     A estudante está  na UTI do hospital, com quadro de desidratação, anemia e possível infecção. “Por mais que a água que ela tomou tenha sido essencial para sua sobrevivência, existe o risco de infecções pela provável contaminação. Ela também perdeu muito sangue e ficou com ferimentos expostos à água, o que contribui para a piora do quadro”, explicou o médico.
    Carolina também quebrou a bacia, mas não será preciso cirurgia nessa parte do corpo. A operação será no tornozelo e no fêmur da perna esquerda, que foram fraturados. Ainda segundo Bertucci, Caroline ficará na UTI sem previsão de alta.

Acidente e desaparecimento

     A estudante perdeu o controle da direção do carro, caiu em um buraco perto da divisa entre São Paulo e Minas Gerais. O resgate aconteceu no domingo (29), três dias depois do desaparecimento dela, segundo familiares.
     O acidente ocorreu a cerca de 50 quilômetros da casa da garota. Caroline tentou pedir socorro, mas não foi ouvida. Segundo o Corpo de Bombeiros, ela sobreviveu por ter conseguido sair do carro se arrastando e beber água acumulada no local.
     Para resgatar a jovem foram deslocadas equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu de Ouroeste, também interior paulista.

Fonte: Natália Clementin / Do G1 Rio Preto e Araçatuba

Operação desmantela quadrilha internacional de narcotráfico em Foz do Iguaçu

      Uma investigação de cerca de nove meses da Polícia Federal (PF) culminou com a deflagração da Operação Brasiguai nesta terça-feira (31), em Foz do Iguaçu, no Oeste do estado. A ação desmantelou uma organização criminosa que atuava no tráfico internacional de drogas e tinha como base a cidade da fronteira.

     Segundo a PF, a quadrilha era especializada em cocaína e utilizava carros de luxo para ocultar a droga. Motoristas eram contratados e tinham os carros registrados em seus nomes, para não levantar suspeitas. A droga comercializada pelo grupo vinha da Bolívia e Paraguai e era enviada para as principais cidades das regiões Sul e Sudeste. Alguns dos investigados na ação, mesmo presos, seguiam comandando o tráfico de dentro de presídios.

     A operação começou a partir de duas apreensões ocorridas em outubro de 2010, quando policiais abordaram dois veículos de alto padrão em Francisco Beltrão e Curitiba, que estavam levando 99 quilos de cocaína. Duas pessoas, que estavam no carro abordado em Curitiba, foram presas.

     Durante a operação,foram instaurados 18 inquéritos policiais. Com isso, a polícia apreendeu 600 quilos de cocaína, três toneladas de maconha, 26 veículos, incluindo carros de luxo, e R$ 93,1 mil em dinheiro. Ainda foram registradas 24 prisões em flagrante.

     Com a deflagração da operação, foram realizadas 36 prisões preventivas e cumpridos mandados de busca e apreensão em pelo menos 33 endereços, nas cidades de Foz do Iguaçu, São Miguel do Iguaçu, Medianeira, Ramilândia, SAnta Lúcia, Florianópolis (SC), Balneário Camboriú (SC), Belo Horizonte (MG) e Juiz de Fora (MG).

Fonte: GAZETA DO POVO

PMs devem ser afastados após gestos obscenos com vaquinha da CowParade em Florianópolis

PMs devem ser afastados após gestos obscenos com vaquinha da CowParade em Florianópolis Eduardo Valente / Futura Press/futura press
  O fato teria acontecido em novembro e já havia provocado discussões na corporação e nas redes sociais
  Foto: Eduardo Valente / Futura Press / futura press


     A imagem de um policial militar fazendo gestos obscenos com uma das vaquinhas da CowParade, no Mercado Público de Florianópolis, repercutiu nas redes sociais na noite desta segunda-feira.

     Em questões de poucas horas, a foto foi compartilhada e comentada pelos internautas, e trouxe consequências administrativas para o PM flagrado e os outros três que participaram da "brincadeira".

     Conforme o Tenente-coronel Araújo Gomes, do 4º Batalhão de Polícia Militar, os envolvidos já foram identificados.

     — Acabei de expedir uma portaria instaurando uma sindicância e a ordem determinando o afastamento dos policiais identificados do serviço operacional — afirmou. 

     A sindicância que vai apurar os fatos deve ficar pronta em 30 dias.

     O fato teria acontecido em novembro e já havia provocado discussões na corporação e nas redes sociais, mas por falta das imagens o caso não avançou. O colunista Rafael Martini, do Diário Catarinense, já havia adiantado a informação no ano passado e nesta segunda-feira publicou a foto.

"Brincadeira infeliz"

    
O vice-presidente da Associação de Praças do Estado de Santa Catarina (Aprasc), Elisandro Lotin de Souza, ficou surpreso ao ver a foto, na noite desta segunda-feira. Ele participava do programa Conversas Cruzadas, ao vivo na TV COM, sobre a implantação de GPS em viaturas da PM quando a imagem caiu na rede.

     — É constrangedor. Repudiamos uma atitude dessas. Foi uma brincadeira infeliz.

     Segundo ele, os PMs podem sofrer processo administrativo e terão direito de defesa.

Fonte: DIÁRIO CATARINENSE

Suspeito de planejar triplo homicídio já está em Caxias do Sul e presta depoimento

  Boles está prestando depoimento na delegacia - Roni Rigon


     Luciano Dickel Boles, 31 anos, suspeito de ter planejado e matado o empresário Gilson Fernandes, 44, do filho dele, Vinicius, 14, e do amigo do garoto, Germano Ioris de Oliveira, 13, chegou a Caxias do Sul às 5h15min desta terça-feira.

     Boles teve a prisão preventiva decretada pela Justiça depois que o comparsa dele, Lucas Eduardo Macedo dos Reis, 22, confessou o crime e indicou onde os corpos das vítimas foram jogados.

     O suspeito foi preso por policiais militares no final da tarde da última segunda-feira em Santa Maria, onde foi localizado na casa de uma namorada. Agentes da Delegacia de Furtos, Roubos Entorpecentes e Capturas (Defrec) saíram de Caxias ainda na noite da última segunda-feira e chegaram na madrugada desta terça-feira.

     Enquanto era conduzido pelos agentes à cela do plantão da Polícia Civil, o suspeito permaneceu de cabeça baixa e não falou com a imprensa. Aos agentes que o trouxeram de volta para a Serra, ele negou participação no crime. 

     Boles está na Defrec onde está sendo interrogado desde as 6h.

Fonte: Suelen Mapelli / PIONEIRO

Temporal provoca destruição e mortes na Argentina

  Centenas de árvores foram derrubadas pelo vento
  Crédito: Reprodução TV argentina / CP

     Um violento temporal de chuva, vento e granizo atingiu Córdoba nessa segunda-feira. Pelo menos duas pessoas morreram, quinze ficaram feridas e houve destruição em vários pontos da cidade - uma das principais da Argentina. De acordo com as autoridades, há mais de 300 desabrigados. 

     Centenas de árvores foram derrubadas pelo vento, e em alguns pontos a água atingiu 2 metros. Além disso, metade da cidade está sem luz, e o serviço deve ser restabelecido somente em dois ou três dias. Conforme informações, a população foi orientada a não sair de casa devido ao risco de choques elétricos. O governo argentino ofereceu ajuda do Exército e o esquema de segurança foi reforçado para evitar saques.

     Segundo a MetSul Meteorologia, o temporal em Córdoba foi consequência de grandes áreas de instabilidade associadas ao ar quente e úmido que cobre o Centro e o Norte da Argentina. “É a mesma massa de ar tropical que cobre o Rio Grande do Sul, mas aqui o ar está seco e inibe a formação de tempestades”, explicou o meteorologista da MetSul Luiz Fernando Nachtigall.

     Segundo ele, na segunda metade desta semana e no decorrer da semana que vem o ar quente permanecerá sobre o Estado, mas com umidade elevada, o que deve trazer temporais para o território gaúcho, alguns fortes e com potencial de trazer danos por chuva torrencial, vento e granizo. Tempestades severas no Centro da Argentina eram alertadas pela MetSul na edição impressa do Correio do Povo de segunda-feira e o risco de tempo severo permanece no país vizinho.

Fonte: Correio do Povo, com informações da METSUL

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Suspeito de planejar morte de empresário, filho e amigo é preso em Santa Maria

Luciano Dickel Boles, 31 anos, estava na casa de uma namorada


  Boles foi preso na tarde desta segunda-feira em Santa Maria - Ronald Mendes

     A caça ao suposto mentor do triplo assassinato que chocou a Serra gaúcha terminou por volta das 18h desta segunda-feira. Luciano Dickel Boles, 31 anos, que estava sendo procurado em todo o Estado foi preso pela Brigada Militar (BM) na casa de uma namorada, no bairro Passo da Areia, em Santa Maria, na região central do Estado.

     Ele é suspeito de ter planejado e executado as mortes do empresário Gilson Fernandes, 44, do filho dele, Vinicius, 14, e do amigo do garoto, Germano Ioris de Oliveira, 13, na noite de terça-feira, 25 de janeiro, em Caxias do Sul. Boles era ex-funcionário do empresário.

     De acordo com informações preliminares da BM, ele não demonstrou resistência e será apresentado no plantão da Polícia Civil de Santa Maria. No momento da prisão, agentes da Defrec de Caxias também monitoravam o suspeito. O serviço de inteligência da corporação já havia recebido informações de que ele buscaria refúgio com a namorada, uma estudante de Farmácia de Santa Maria.

     O homem teve a prisão preventiva decretada pela Justiça depois que o comparsa dele, Lucas Eduardo Macedo dos Reis, 22, confessou o crime e indicou onde os corpos das vítimas foram jogados.

ENTENDA O CASO 

25 de janeiro de 2012, quarta-feira
 
::
 Na manhã de quarta-feira, a Brigada Militar e a Polícia Civil começam as buscas ao empresário Gilson Fernandes, 44 anos, ao filho dele, Vinicius, 14, e ao amigo do garoto, Germano Ioris de Oliveira, 13. Os três foram vistos pela última vez na noite de terça-feira. Desde então, não mantiveram mais contato com amigos ou familiares. Funcionários da empresa de Fernandes decidem arrombar os portões da casa e da empresa, em São Luiz da 6ª Légua, região do bairro Cruzeiro, e encontram os móveis da residência e da empresa revirados. O utilitário Kangoo é encontrado no final da tarde no bairro Jardim América. 

26 de janeiro de 2012, quinta-feira
 
::
 A Brigada Militar e a Polícia Civil concentram as buscas no interior de Caxias do Sul. Nada é encontrado na quinta-feira. Agentes de todas as delegacias de Caxias auxiliam nas buscas.

27 de janeiro de 2012, sexta-feira
 
::
 Familiares, amigos e conhecidos se mobilizam nas redes sociais compartilhando informações e fotos para ajudar na localização do empresário e dos dois adolescentes. 

:: No final da tarde, a Brigada Militar localiza os três corpos em um lixão clandestino no interior, em Santa Lúcia do Piaí, a cerca de 14 quilômetros da moradia do empresário. 

::
 Preso como suspeito na tarde de sexta-feira, Lucas Eduardo Macedo dos Reis, 22, ex-funcionário de Fernandes, é levado até a Delegacia de Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas para prestar depoimento. Na casa dele, a polícia encontra um tênis sujo de sangue e objetos roubados da casa do empresário.

::
 Preso, Reis admite a co-autoria dos assassinatos, revela o envolvimento de um amigo com o qual dividia um apartamento no bairro De Zorzi e indica aos policiais militares onde os corpos das vítimas foram jogados. Segundo a versão dele em depoimento, o empresário e os adolescentes foram asfixiados até a morte na noite de terça na moradia de Fernandes. 

::
 Retirados na noite de sexta-feira do local onde foram atirados, os corpos são levados para o Departamento Médico Legal (DML). 

28 de janeiro, sábado

::
 Liberados do DML, os velórios de pai e filho e do adolescente amigo da família começam na tarde de sábado.

:: No velório de Germano Ioris de Oliveira colegas de escola
prestam homenagem ao garoto, rezando e lendo mensagens de apoio aos familiares. O corpo dele é cremado no Crematório São José. 

::
 Na comunidade de São Luiz da 6ª Légua, o pai Gilson Fernandes e o filho Vinicius são velados juntos na igreja. Dezenas de amigos, parentes e moradores da comunidade comparecem ao velório e fazem orações. Os corpos são enterrados no cemitério da comunidade.

::
 A Polícia agora está em busca do suspeito que seria o mentor do caso, que permanece foragido. Ele está com a prisão preventiva decretada pela Justiça 

29 de janeiro, domingo
 
 

::
 Em depoimento ainda na sexta-feira, Lucas Eduardo Macedo dos Reis revela que ele e o amigo, que está foragido, queriam incriminar outras pessoas, abandonado o Kangoo em um bairro distante de onde aconteceu o crime e espalhando documentos de outros funcionários de Fernandes com alguns objetos tirados da casa, para comprometê-los e despistar a polícia.

Fonte: Adriano Duarte / PIONEIRO