sábado, 26 de novembro de 2011

Polícia investiga rompimento de silo que soterrou trabalhadores em Júlio de Castilhos

Silo se rompeu na sexta-feira 
Foto: Ronald Mendes / Agencia RBS

     Enquanto as buscas aos dois trabalhadores soterrados após rompimento de silo na sexta-feira eram retomadas na manhã de sábado pelo Corpo de Bombeiros em Júlio de Castilhos, o delegado da Polícia Civil, Gabriel Zanella, responsável por investigar o caso, reunia evidências sobre como a estrutura de armazenamento de grãos, com 48 mil sacas de trigo, se rompeu.
     Apesar de o caso ter sido registrado como acidente de trabalho com morte, o trabalho de uma equipe do Instituto-geral de Perícias (IGP) será decisivo para a conclusão do inquérito. Não está descartada a possibilidade de indiciamento por homicídio culposo (sem intenção de matar), caso fique provado que houve falhas nos procedimentos de segurança.
     — É uma investigação complexa e muito técnica. Além de ouvir testemunhas, dependendo da causa apurada pela equipe de engenharia legal do IGP, se houver culpa, poderá haver indiciamentos — explica o delegado.
     Durante a manhã de sábado, as buscas aos funcionários da empresa Marasca Comércio de Cereais, Ricardo Polonia e Antônio Daniel, eram feitas com auxílio de cinco máquinas retroescavadeiras da prefeitura atuavam na retirada dos grãos. Ambulâncias da prefeitura de Júlio de Castilhos, uma do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e uma da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Santa Maria, aguardam a retirada das vítimas. Um segundo silo com soja, que fica ao lado, também pode ter sido danificado pelo choque entre as duas estruturas. O risco de novo acidente levou a suspensão dos trabalhos na noite de sexta-feira.
     Um representante da empresa falou à RBS TV sobre o incidente ocorrido por volta das 16h desta sexta-feira, quando a estrutura de 30 metros de altura, se rompeu, soterrando a dupla de trabalhadores. O gerente da unidade Rodrigo Daronco negou falhas nos procedimentos de segurança. Conforme ele, os silos são vistoriados diariamente por uma equipe de segurança do trabalho. Daronco também disse que as manutenção dos silos estava em dia.

Fonte: ZERO HORA

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Idoso morre ao tentar conter fogo em lavoura de Nova Ramada

Necropsia deve apontar a causa da morte do idoso Alberto Francisco Buchner.
Foto: Reprodução

     O produtor rural Alberto Francisco Buchner, de 85 anos, morreu no incêndio de uma lavoura na localidade de Formigueiro, interior do município de Nova Ramada, na tarde desta quinta-feira, 24.
     De acordo com o Corpo de Bombeiros, por volta das 17h, o idoso percebeu o fogo na plantação e saiu em tentativa de apagá-lo, mas acabou sendo atingido.
     A causa da morte, queimaduras ou inalação de fumaça, será esclarecida com a emissão do laudo da necropsia.

Fonte: Abel Oliveira / PORTAL IJUHY.COM

Ex-deputado pede cassação de Danrlei por infidelidade partidária

    Ex-deputado pede cassação de Danrlei por infidelidade partidária
    Crédito: Arthur Puls

     O ex-deputado estadual Marquinho Lang (DEM) ingressou, na tarde desta quinta-feira, com um pedido para que o Ministério Público (MP) investigue uma possível infidelidade partidária do deputado federal Danrlei de Deus Hinterholz (PSD). Segundo o ex-parlamentar, o deputado saiu do PTB e se filiou ao PSD, mas não foi um dos fundadores da agremiação. Lang disse que a intenção é promover um debate sobre a infidelidade partidária.
     A justificativa do democrata é parecida com o caso do presidente da Câmara de Vereadores de Lajeado, Paulo Adriano da Silva (Paulo Tóri), que teve o mandato cassado, no dia 20 de outubro, por ter trocado de partido. Tóri deixou o Partido Democrático Trabalhista (PDT) para abrir o diretório do Partido da Pátria Livre (PPL) em Lajeado. Na vaga dele, assumiu o vereador André Kieling (PV), que entrou com a ação. Segundo a advogada do vereador, Fernanda Groeck, só cabe ao político que criou o partido a troca sem perder o cargo.
     O deputado Marquinho Lang é o quarto suplente na coligação PTB e DEM. O deputado Danrlei foi eleito com o maior número de votos da coligação. O deputado Danrlei disse estar em um evento e não atendeu à reportagem.

 
Fonte: Jerônimo Pires / Rádio Guaíba


Jovem é condenada a 15 anos por matar namorado em motel no RJ

    Do G1

     A jovem Verônica Verone, de 18 anos, foi condenada, no início da madrugada desta sexta-feira (25), a 15 anos de prisão pelo assassinato do namorado, o empresário Fábio Gabriel Rodrigues, encontrado morto em um motel em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.
     A decisão foi anunciada por volta de 1h, no 3º Tribunal do Júri de Niterói, depois de cerca de 12 horas de julgamento.
     Durante o julgamento, Verônica Verone precisou ser retirada da sala por policiais, após se descontrolar e gritar no plenário.
     Nesta quinta-feira (24), 19 testemunhas de acusação e de defesa foram ouvidas desde o começo da tarde. A jovem foi julgada pelo crime de homicídio triplamente qualificado: por motivo torpe, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima.
     O assassinato aconteceu dia 14 de maio em um motel da Região Oceânica de Niterói. Segundo o inquérito, Fábio foi morto por asfixia mecânica, enforcado por um cinto.

Problemas mentais

     O juiz não aceitou a tese da defesa de que Verônica seria inimputável por sofrer de problemas mentais. Segundo ele, "o exame de sanidade mental, ao qual a acusada foi submetida, apontou que a mesma era inteiramente capaz de entender o caráter ilícito do fato".
     "A acusada seria capaz de transportar o corpo da vítima para a garagem do hotel. Logo, poderia levar o corpo para outro lugar, no qual pudesse proceder à acusação, se quisesse. No entanto, resolveu deixá-lo na garagem do motel, local de circulação de funcionários, onde poderia ser facilmente encontrado, como ocorreu", explicou o juiz na sentença.

'Eu não matei Fábio, matei meu pai'

     Em interrogatório no dia 19 de agosto, Verônica negou que tivesse tentado matar o empresário. Mas confessou que o atacou com um cinto porque, segundo disse, "ficou cega" quando ele tentou tirar sua roupa, e quis agredi-lo. "Agora caiu a ficha, eu não matei Fábio, matei meu pai", disse ela, que alega ter sido violentada na infância pelo pai, já falecido. Quando Fábio tentou tirar sua roupa, segundo contou ao juiz, ela viu nele o rosto do pai.
     A mãe de Verônica, Elizabeth Verone de Paiva, foi ouvida no mesmo dia como testemunha de defesa. Ela disse que a filha e Fábio sempre foram muito amigos, que ele tinha muito carinho por ela e a chamava de "meu bebê". Segundo Elizabeth, ele frequentava a casa dela e a chamava de tia.

Fonte: Do G1, em São Paulo

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Internacional de Santo Augusto busca vaga hoje para as semifinais da Copa dos Campeões


    A Rádio Querência transmite hoje em cadeia com a coirmã Rádio Progresso de Ijuí, a partida entre Internacional de Santo Augusto e 7 de Setembro de Catuipe, pela Copa dos Campeões de Ijuí. 
     O jogo será no estádio 19 de Outubro, com inicio às 21 horas.  O vencedor avança para as semifinais da competição. Na rodada anterior o time santoaugustense venceu o time do Palestino do Industrial por 3 a 1, e gora busca a vaga nas semifinais da competição.
     Ontem o Real eliminou o Avante de Augusto Pestana pelo placar de 3 a 1.
     Na partida de fundo o Cruzeiro de Giruá e Mousquer de Entre-Ijuís não saíram do 0 a 0. Mesmo superior na maior parte do jogo, a Associação Mousquer colocou três bolas na trave e desperdiçou outras oportunidades e teve que conquistar seu triunfo apenas nas penalidades.
     Nos penaltys, 4 a 3 para a equipe de Entre-Ijuís.
     Hoje serão conhecidos os outros dois semi-finalistas: Ponte Preta x Flamengo e Internacional x 7 de Setembro, decidem as vagas.

Fonte: Rádio Querência
Foto: Leandro Wottrich / Especial

Susepe negocia fim da rebelião no Madre Pelletier

    Grupo de Ações Especias da Susepe se prepara para entrar no presídio
    Foto: Diego Vara

     Representantes da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) negociam com as detentas do presídio Madre Pelletier o fim da rebelião que começou no início da tarde. A superintendência informou que o incêndio nos colchões na ala E do presídio foi controlado por volta das 15h.
     Três caminhões do Corpo de Bombeiros chegaram a ser deslocados ao local, mas os próprios agentes penitenciários que atuam no local conseguiram apagar o fogo. O diretor adjunto do Departamento de Segurança e Execuções Penais da Susepe, Alberi Pereira, está conversando com as presas, que protestam contra a detenção de visitas que tentaram entrar no local com drogas e celulares hoje pela manhã.
     Houve danos materiais no local, mas não há feridos, conforme a Susepe. A Avenida Teresópolis continua com o trânsito bloqueado no sentido bairro-Centro. 

Entenda a situação:

16h20min: Outro grupo com cerca de 20 policiais do Batalhão de Operações Especiais (BOE) chegou ao local e se prepara para entrar no presídio. No pavilhão E, as cerca de 80 presas continuam com gritos e manifestações

16h: Policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) e do Batalhão de Operações Especiais (BOE) da Brigada Militar, além do Grupo de Ações Especias da Susepe, continuam mobilizados em frente ao presídio

15h30min: Promotor de Justiça que atua na Promotoria Especializada de Controle e Execução Criminal de Porto Alegre, Gilmar Bortolotto, participa da negociação com as presas. Juiz da vara de execuções criminais, Luciano Pretto, também está no local

15h: Representantes da Superintendência dos Serviços Penitenciários negociam o fim da rebelião com as presas

14h: Agentes penitenciários que trabalham no Madre Pelletier conseguiram controlar incêndio iniciado pelas detentas na ala E

13h: Corpo de Bombeiros e Brigada Militar são chamados para controlar rebelião no presídio feminino Madre Pelletier

9h: Grupo de visitantes que pretendia ingressar no presídio é flagrado com drogas e celulares em revista. Eles foram detidos e levados para a delegacia

Fonte: ZERO HORA

Primeira Infância terá política nacional com atendimento e gestão unificados

     O segundo dia do VIII Seminário Internacional da Primeira Infância e I Encontro Estadual de Visitadores Domiciliares que acontece no auditório da PUC e se encerra hoje (24), foi aberto com uma série de vídeos sobre o trabalho de visitação domiciliar das técnicas do programa Primeira Infância Melhor, seus contextos e territórios. Às 10h30min ocorreu a mesa-redonda "Primeira Infância: Perspectiva das políticas públicas, apresentada pelo representante da Presidência da República, Ricardo Paes de Barros. A mesa teve como moderadora a especialista da Organização dos Estados Americanos (OEA), Gaby Fujimoto, que disse anunciou o interesse da organização em replicar as técnicas do Primeira Infância Melhor (PIM) em outros países. 
     Ricardo explicou que uma das linhas estratégicas de trabalho da Presidência é a atenção integral à primeira infância, e que estão trabalhando na construção de uma política nacional neste sentido, pois a Constituição estabelece que a infância tem prioridade, entre todas as ações. Em um gráfico, mostrou que 8% da população brasileira é extremamente pobre e, entre as crianças, este número dobra, com índice de 16%, e que está sendo planejada uma política nacional para a primeira infância, com atendimento e gestão unificados.  
     Entre as razões que justificam o investimento na primeira infância, Ricardo elencou: eleva a sensibilidade (capacidade de fazer sorrir, reagir), reação ao estímulo por muitas décadas (até o fim da vida), as intervenções irão produzir impacto em eventos futuros, é uma das principais fontes para proporcionar igualdade, e é nesta fase da vida em que não se encontra conflito entre meritocracia e igualdade.  
     Os painéis apresentaram experiências das visitadoras com gestantes de alto risco e crianças egressas de UTI neonatal em Rio Grande, com comunidades indígenas, em São Miguel das Missões, com comunidades quilombolas em Santana da Boa Vista, com as populações de assentamento do MST e de área rural.   

Fonte: Assessoria de Comunicação Social / Secretaria da Saúde - RS

'Tomei só uma latinha', diz condutor de carreta que matou três na Bahia

    Motorista embriagado invade pista e causa batida com três mortes, diz PRF
    (Foto: Divulgação/PRF)
 
      “Não bebi tanto assim. Tomei uma latinha em Luís Eduardo Magalhães [cidade do oeste baiano]”, disse nesta quinta-feira (24) o motorista preso em condição de embriaguez após provocar um acidente que resultou na morte de três pessoas na BR-242 na noite de quarta-feira (23). As vítimas estavam em uma caminhonete que foi completamente destruída com o impacto da carreta conduzida pelo suspeito, que invadiu a pista no Km-860 da rodovia. O acidente ocorreu por volta das 19h.
     O teste de alcoolemia ao qual foi submetido o suspeito detectou presença de 0,60 mg de substância alcóolica por litro de ar expirado, conforme afirma a PRF. O limite atual é de 0,29 mg. “O condutor estava embriagado. Foi constatado no teste do bafômetro o valor de 0,60 mg. Isso porque o teste foi realizado duas horas depois do acidente. Acredito que se tivesse sido feito antes, seria maior”, aponta um agente da PRF.
     As vítimas são três homens de 33, 50 e 49 anos, todos trabalhadores de uma fazenda da região. O motorista da carreta, que teve ferimentos leves, continua custodiado na delegacia de Barreiras, onde ficará à disposição da Justiça. Segundo o delegado Arnaldo Monte, ele deve ficar detido durante toda a fase inicial do inquérito. “Ele foi autuado não de acordo com o Código de Trânsito, mas com o Código Penal. Então não é afiançável nessa fase inicial”, comenta.
     Populares chegaram a iniciar um movimento de linchamento no local do acidente e a Polícia Militar foi acionada para conter a situação. Segundo a PRF, o suspeito tentou fugir, mas foi amarrado por moradores até a chegada da PM.

Fonte: Do G1 BA

Jovem professora de Ijuí morre em acidente de moto na BR 285, Panambi

Com a violência da colisão a motocicleta foi jogada em um barranco. Deise Nara Aparecida, no detalhe, morreu horas depois na Unimed em Ijuí. Fotos: Alexandre Noronha


     A jovem professora da Escola Luiz Fogliato de Ijuí, Deise Nara Aparecida Mingoti, de 23 anos, morreu na madrugada desta quinta-feira, 24, no Hospital de Unimed de Ijuí, vítima de acidente na BR 285, em Panambi.

     A fatalidade ocorreu por volta das 22h, no km 422, localidade da Linha Maraney, interior do município.
     Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a vítima ocupava a carona da motocicleta conduzida pela amiga Vanderléia Fabiana Pires, de 26 anos, quando houve a colisão lateral com um Gol de Panambi, dirigido por Wagner Borré.
     As duas voltavam para Ijuí quando foram atingidas violentamente e jogadas para fora da pista, caindo em um barranco. O resgate foi feito pelos Bombeiros.
     Vanderléia Pires está internada na UTI do Hospital de Caridade de Ijuí. A paciente teve uma das pernas amputadas. O motorista do carro, Wagner Borré, morador de Panambi, teve lesões leves.
     Conforme a PRF, as jovens saíram da faculdade de Pedagogia  da Universidade  Aberta, núcleo Panambi,  onde estudavam e voltavam para casa. O carro estava em sentido contrário.

Fonte: Abel Oliveira / PORTAL IJUHY.COM
Fotos e Reprodução: Alexandre Noronha

PF investiga quadrilha especializada em fraudes bancárias pela internet

     A Polícia Federal (PF) deflagrou a Operação Dedicado, nesta quinta-feira, contra uma quadrilha suspeita de fraudes bancárias pela internet. São cumpridos nove mandados de prisão preventiva e 16 de busca e apreensão, sendo 13 no Rio Grande do Sul; nos municípios de Porto Alegre, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Tramandaí. Outros 3 são para a cidade de Marabá, no Pará.
     As investigações, conduzidas pelo Grupo de Repressão a Fraudes Bancárias Eletrônicas (GFEL) da Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários (DELEFAZ), tiveram iníco em abril de 2010. Utilizando cruzamentos de informações provenientes do Projeto Tentáculos, a PF identificou o grupo, que seria liderado por um gaúcho, que teria como "braço-direito" um paraense. O valor estimado das fraudes cometidas, apenas no período de investigação, supera os R$ 5 milhões, podendo atingir montantes superiores a partir da análise do material apreendido.
     As fraudes consistiam em invasão de contas da Caixa Econômica Federal e de outros bancos para subtrair valores, através de transferências a “laranjas”, pagamento de boletos bancários e tributos (especialmente IPVA) e compras de mercadorias (como materiais de construção). Empresas de fachada a serviço do grupo eram usadas para emitir boletos sem a devida contrapartida em relação à prestação de serviços ou venda de produtos, para que fossem quitados usando valores desviados das contas invadidas.
     Também era intensa a atuação da quadrilha na aquisição de mercadorias e serviços usando cartões de crédito fraudados. Além disso, o grupo invadia contas de clientes de empresas aéreas para emitir passagens a terceiros usando os pontos do programa de milhagem das vítimas.
     Os investigados podem responder pelos crimes de furto qualificado, estelionato, formação de quadrilha e interceptação telemática criminosa. Somadas, as penas podem ultrapassar 25 anos de reclusão.

Operação Dedicado

    
Participam da operação de hoje 78 policiais no Rio Grande do Sul (em 27 viaturas) e mais 12 no Pará (3 viaturas). As investigações fazem parte do Projeto Tentáculos, uma parceria entre a Caixa Econômica Federal, Ministério Público Federal e a Polícia Federal com a utilização de um software desenvolvido para investigar fraudes realizadas contra o banco.
     O nome da operação é em razão da quadrilha usar servidores dedicados de rede, localizados no exterior, como forma de tentar ocultar suas ações e dificultar as investigações.

Fonte: Correio do Povo

Pai finge ser menina de 13 anos para expor pedófilos na web e é processado

    Dany Lacerte (Foto: Reprodução)

     Dany Lacerte, um pai de Quebec, Canadá, finge ser uma garota de 13 anos na web para caçar pedófilos - até agora conseguiu prender cinco. Porém, uma de suas "vítimas" está ameaçando processá-lo por difamação, se ele não entregar um pedido público de desculpas.
     "A carta do advogado diz que é ilegal criar uma conta falsa e que o homem pensou que ele estava tentando encontrar uma menina de 18 anos de idade", declarou Lacerte ao site lfpress.com. Dany e dois amigos começaram essa "caça", filmando os tarados sexuais e divulgando tudo na página de Facebook "Contre les cyber-prédateurs du Québec" (em português, Contra os predadores cibernéticos de Quebec), que já possui mais de 15 mil curtidas. "Uma vez demorou apenas dois minutos para alguém me oferecer favores sexuais".
     O motivo para essa atitude se deve ao fato de que Lacerte possui duas filhas pequenas. "A polícia precisa ter um esquadrão dedicado a predadores online. Estou fazendo isso para aumentar a conscientização sobre as pessoas que estão ao nosso redor", continua.
     Na última semana, Lacerte teria postado o vídeo de dois homens que enganara e tido que retirá-los depois de duas horas online, pois revelavam seus rostos. Segundo o advogado Alexandre Gilbert-Vanasse, foi uma boa ideia: "deixar o rosto de alguém identificável e associá-lo à pedofilia - que é um comportamento extremamente reprovado pela sociedade - expõe a pessoa a uma ação judicial, sendo ela pedófila ou não".
     Lacerte ainda revela que a maioria dos homens que queriam conhecer sua garota fictícia de 13 anos possuem cerca de 25 anos de idade. "É como se eles não reconhecessem que é ilegal! Eles pensam que, com 25 anos, ainda têm o direito de fazer isso".
     Mas apesar das ameaças de processo, as pessoas pedem para o rapaz continuar com seu trabalho: "não desista, Dany!", diz uma das centenas de mensagens em sua página no Facebook.

Fonte: Bernardo Cury / Do G1

Pequeno avião com 3 adultos e 3 crianças cai nos EUA

Pouco após a queda, nas montanhas perto de Phoenix, aeronave se incendiou.
(Foto: The Arizona Republic / Michael Schennum / AP Photo)


     Um avião bimotor caiu nesta quarta-feira (23) perto de Phoenix, no Arizona, Estados Unidos, com três adultos e três crianças a bordo, informaram as autoridades locais.
     O acidente ocorreu nas montanhas Superstition, a 65 km de Phoenix.
     Elias Johnson, porta-voz do escritório do xerife do condado de Pinal, próximo ao local da queda da aeronave, confirmou o acidente. Ele disse que um corpo de criança, entre 5 e 9 anos, foi encontrado.
     Segundo ele, as pessoas a bordo estavam indo de Safford, no Arizona, para uma outra cidade do estado, para as comemorações do Dia de Ação de Graças.
     Testemunhas disseram que, no momento do acidente, viram bolas de fogo e escutaram sons parecidos com fogos de artifícios.

Fonte: Do G1, com agências internacionais

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

TJMG determina afastamento de vereadores acusados de improbidade

     O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) determinou nesta quarta-feira (23) o afastamento em caráter liminar dos vereadores Hugo César Rezende Thomé, do Partido da Mobilização Nacional (PMN), e Carlúcio Gonçalves, do Partido da República (PR), da Câmara Municipal de Belo Horizonte. A decisão também impede que o suplente Sérgio Silva Balbino possa assumir o cargo. Os três foram denunciados pelo Ministério Público por improbidade administrativa. Eles foram acusados de receber dinheiro para aprovar um projeto de lei para construção de um shopping na capital mineira. Cabe recurso da decisão.
     De acordo com o TJMG, o juiz Alyrio Ramos, da 3ª Vara da Fazenda Municipal de Belo Horizonte, também determinou a indisponibilidade dos bens e a quebra do sigilo fiscal dos acusados. O objetivo é facilitar a apuração dos crimes dos quais são suspeitos. Ainda segundo o tribunal, os ofícios vão ser expedidos para a Câmara Municipal de BH, aos registros imobiliários e à Receita Federal.
     O TJMG informou que, de acordo com o processo, o responsável pelo empreendimento afirmou que um dos acusados confessou ter recebido dinheiro para aprovação do projeto. Ao todo, o MP denunciou dez pessoas que estariam envolvidas no esquema.
     O procurador-geral da Câmara Municipal de Belo Horizonte, Bruno Burgarelli, informou que ainda não foi notificado oficialmente sobre o caso. Ele explicou que, após a notificação, a câmara vai analisar todo o teor da decisão e acatar a determinação da Justiça a partir da legalidade.
     O G1 ligou para o gabinete dos dois vereadores acusados, mas eles não foram encontrados para falar sobre o caso.

Fonte: Do G1 MG

Classmann homenageia Chicão Gorski em nome da bancada do PTB

Classmann
     Em nome dos parlamentares do Partido Trabalhista Brasileiro, o líder da bancada, deputado Aloísio Classmann, prestou homenagem ao colega Chicão Gorski (PP), falecido recentemente em acidente de automóvel. A fala ocorreu durante o tributo realizado pela Assembleia Legislativa, na sessão plenária da tarde desta quarta-feira (23/11). "Perdemos um amigo, um homem de bem", lamentou Classmann.

     O deputado lembrou a trajetória política de Gorksi e também sobre o convite feito pelo companheiro de Casa para ser o vice-presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo, órgão técnico presidido pelo progressista. "Muitas vezes, dividimos as mesmas bandeiras e deixo a minha solidariedade aos familiares, amigos, assessores e eleitores de Chicão", destacou.


Fonte: Viviane Dreher / Assessoria de Imprensa do deputado Alísio Classmann

Prefeitura quer devolução de R$ 354 mil do Instituto Ronaldinho Gaúcho

    Vista aérea do Instituto Ronaldinho Gaúcho (Foto: Ronaldo Bernardi)

     A prefeitura de Porto Alegre quer a devolução de R$ 354.901,64 repassados ao Instituto Ronaldinho Gaúcho (IRG) por suposto uso indevido de verbas. O valor, segundo o secretário de Governança Local, Cézar Busatto, faz parte de um total repassado ao instituto por convênios firmados com a prefeitura entre 2007 e 2010. Ao todo, a instituição recebeu R$ 5,2 milhões do poder público — R$ 2,3 milhões do governo federal e R$ 2,9 milhões do paço municipal.
     — Reunimos um conjunto de notas em que não reconhecemos consistência, que não estavam de acordo com o plano de trabalho do convênio. Estamos exigindo esta devolução — afirma Busatto.
     Na noite de terça-feira, durante reunião extraordinária da Comissão de Educação, Cultura, Esportes e Juventude da Câmara da Capital, decidiu-se que algumas empresas contratadas pelo IRG também deverão ser convocadas pelo Legislativo para prestarem esclarecimentos. Estas contratadas emitiram notas fiscais sem discriminação de serviços num valor total de R$ 330 mil.
     Os documentos são relacionados com serviços que vão desde alimentação de 2,7 mil crianças atendidas durante a vigência de convênios até fornecimento de material esportivo como bolas, bandeiras de arbitragem, apitos e cartões de advertência e expulsão.
     A secretária da Educação, Cleci Jurach, afirmou que os convênios firmados incluíram a compra de equipamentos para programas de inclusão digital. Segundo Cleci, o material foi recuperado pela prefeitura depois do encerramento das atividades do Instituto Ronaldinho Gaúcho. A secretária garantiu que os documentos relacionados aos convênios comprovam que, da parte do Executivo, não houve qualquer ação de superfaturamento e que as crianças atendidas tiveram melhorias significativas em seu desempenho escolar.

"Destinação correta"

    
O gerente de Projetos do IRG, Luciano Comassetto, e o advogado Sérgio Queiroz disponibilizaram oito volumes de documentos contábeis ao Legislativo durante a audiência. Conforme eles, todas as verbas foram utilizadas de forma correta, e a instituição dispendeu R$ 1,9 milhão em recursos próprios para garantir a execução dos projetos sociais.
     O instituto pode ser tema de uma CPI na Câmara, requerida pelo vereador Mauro Pinheiro (PT) na semana passada.


Fonte: ZERO HORA

Ernani Polo reitera compromisso de dar respaldo à Santiago e região


O parlamentar participou do tributo em memória a Chicão Gorski

     O deputado Ernani Polo (PP) reiterou na sessão plenária, desta quarta-feira (23), durante o tributo em memória ao deputado Chicão Gorski (PP), que é hora de transformar o sentimento de dor em força e motivação. “Não tenho a pretensão de substituir o amigo Chicão, mas tenho o compromisso moral de dar o respaldo à Santiago e região”, afirmou Polo que assumiu nesta terça-feira (22) a vaga deixada pelo parlamentar progressista, morto em acidente de trânsito, no último dia 13 de novembro.
     Para Polo, Chicão deixou um legado como prefeito e deputado estadual. “Era um homem autêntico que não fazia rodeios e amava o povo de Santiago e região”, ressaltou.

Fonte: Daniela Bordinhão / Assessoria de Imprensa

Fischer diz que oposição quer ajudar Tarso a ajudar os gaúchos


     O deputado João Fischer, líder da bancada do PP na Assembleia, ao se integrar ao grupo de oposição que declarou apoio as iniciativas do governador Tarso Genro para atrair grandes investimentos para o Rio Grande do Sul,  afirmou que o Estado deve ser o primeiro a promover o desenvolvimento econômico e social. "A oposição quer ajudar o Governo a ajudar seu povo a encontrar o bem-estar. Esse status social só se chega através de oportunidades e empregos", assegurou.
     O manifestação de apoio oposicionista foi encaminhada ao Governador do estado através de documento entregue em encontro realizado no início da tarde de hoje (23).
     O texto expressa a preocupação dos parlamentares com a perda de oportunidades  e investimentos em nosso estado. Montadoras de automóveis que decidiram, recentemente, se instalar em unidades federativas, foram citadas.

Fonte: Vicente Romano / Assessoria de Imprensa do deputado João Fischer

Preso autor de estupro de menor de idade

      Foi realizada nesta quarta-feira, 23, a prisão de suposto estuprador de adolescente de 13 de idade na cidade de São Martinho, no noroeste do estado. Após a Polícia Civil ter conhecimento do fato ocorrido em 17 de novembro, a DP de São Martinho iniciou a investigação.
     Os fatos teriam ocorrido na Rua Emílio Pauvels, no centro de São Martinho, onde um adolescente, de 13 anos de idade, foi estuprado por S.T., de 56 anos de idade. O crime teria se dado na residência do indiciado. Após o registro da ocorrência, a vítima foi encaminhada para exame de corpo de delito, obtendo-se a prova material do delito. Foram colhidas as oitivas dos envolvidos e logo em seguida remetido o inquérito policial ao Judiciário, momento em que a autoridade policial responsável pelo órgão, delegado Thiago Vicentini de Oliveira, representou pela Prisão Preventiva do indiciado. No momento, o indiciado encontra-se recolhido ao presídio regional de Três Passos, à disposição da justiça.

Fonte: Polícia Civil do Rio Grande do Sul

Vendedores vão sofrer punições

BENTO GONÇALVES
    Veluma, Anah, Kamila, Verediane, Júlio e Adriana
    Foto: Augusto Veber/Jornal Semanário


     A reportagem intitulada “Menores compram bebida de dia”, publicada na edição do Semanário do dia 12, causou repercussão entre a comunidade e o poder público. Um melhor entendimento da atual legislação municipal e uma fiscalização mais rigorosa são prometidas pela prefeitura. Ações feitas por pais e pelos próprios adolescentes também estão fazendo com que as bebidas alcoólicas deixem de ser uma presença constante nas festas organizadas para o público menor de idade.
     De acordo com a secretária municipal de Governo, Eliana Passarin, essa é uma luta de todos, inclusive dos próprios comerciantes. “Devemos tratar os filhos dos outros como gostaríamos que tratassem os nossos, com o mínimo de zelo e respeito”. Eliana afirma que a fiscalização será mais intensa e as punições mais rigorosas. “Neste domingo, 27, estamos lançando uma campanha institucional em conjunto com a efetiva fiscalização e punição destes estabelecimentos, que prevê desde multa até o fechamento, caso for necessário”, comenta.
     Para a secretária se faz necessário um envolvimento especial das famílias, acompanhando e instruindo os filhos. “Nesta luta pelo controle da venda de bebidas aos menores, os familiares são peça fundamental, caso contrário a campanha não terá êxito. Assim, o exemplo deve partir de casa. De nada adiantará o poder público investir em fiscalização se a própria família fizer festa de quinze anos regada a bebidas alcoólicas”, conclui Eliana.
     Foi pensando assim que a mãe de Anah Carolina Zanetti, Marba Rosangela Lara Zanetti, promoveu a festa de 15 anos da filha sem bebidas alcoólicas para menores. “Dividimos o evento em duas partes. Primeiro recebemos a família em um jantar tradicional, e após, às 23h, liberamos a entrada dos amigos”. Marba comenta que não foi divulgado a ausência de bebidas alcoólicas, por receio de muitos jovens desistirem de ir. “Eles acham que precisam de álcool para estar numa festa, e o que a gente tentou mostrar foi justamente o contrário disso, de que a bebida não tem nenhuma relação com diversão”, diz.
     Essa festa repercutiu positivamente no Colégio Scalabriniano Medianeira, onde Anah cursa o Ensino Médio. Conforme comentam Verediane Santarossa e Adriana Postingher, respectivamente, coordenadora pedagógica e orientadora educacional da instituição, essas iniciativas devem ser incentivadas cada vez mais pelos familiares. “O jovem utiliza-se do álcool para poder se afirmar perante a sociedade. Na escola, trabalhamos com valores como respeito e a formação de caráter, fazendo com que o jovem possa ter maturidade na hora de fazer as suas escolhas”, afirma Verediane. Para Adriana, a lei somente terá sentido se for fiscalizada. “De nada adianta termos a lei e encontrarmos nas ruas diversos jovens consumindo álcool. A partir do momento em que se fizer uma forte fiscalização e conscientização dos comerciantes e da população, poderemos obter resultados positivos”, conclui Adriana.
     De acordo com o diretor do Colégio Bom Retiro, Márcio Pilotti, a lei é boa, mas deverá ser bem fiscalizada para que não haja brechas. “Uma das grandes dificuldades que temos quando realizamos festas como a Escolha da Rainha, é que os jovens já chegam alcoolizados no local do evento, portanto fica difícil para nos termos esse controle”, comenta Márcio.

Entenda

     A criação da lei municipal nº 5351, de 16 de agosto de 2011, que trata sobre as penalidades dos estabelecimentos comerciais que venderem, entregarem ou fornecerem, bebidas alcoólicas para crianças e adolescentes, visa reforçar ainda mais o Artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A lei se faz necessária pelo fato de muitas pessoas saírem impunes da Legislação Federal. A fiscalização da lei, que será feita pelo Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor (Procon), foi elaborada nos mesmos moldes da lei anti fumo. As denúncias sobre venda de bebidas alcoólicas para menores poderão ser feitas pelo mesmo número que denuncia o consumo de cigarros em locais fechados, que é o 0800 600 4567. Em um primeiro momento os comerciantes serão informados da lei municipal, através de visitas e da campanha publicitária que será lançada, e após serão realizadas batidas em locais que podem conter menores de idade bebendo. O lançamento da campanha publicitária ocorrerá no dia 27, às 18h, na Praça Ismael Scussel, em frente a Fundação Casa das Artes.

“Só a legislação não vai evitar o consumo”

     Para os jovens Daniel Casagrande e Leonardo Pellegrini,  a lei por si só não diminuirá o consumo de álcool entre os adolescentes. Estudantes do Colégio Estadual Visconde de Bom Retiro, eles acreditam que os donos de estabelecimentos visam apenas o lucro, sem se importar com a saúde. “É só ir durante à noite no bairro Cidade Alta, onde é possível ver diversas crianças que possuem de 10 a 15 anos bebendo”, relata Casagrande. “A partir do momento em que as crianças forem conscientizadas juntamente com suas famílias, poderemos ter uma melhora nesta situação. A realização de palestras com dependentes químicos ajudaria mais do que a tentativa de proibição”, sugere Pellegrini.
     Segundo Anah, Júlio Milani Lucena, Veluma Gugel Nadin e Karina Maria Didoná, todos menores de idade, muitos sofrem preconceito pela opção de não ingerirem bebidas alcoólicas. “Os amigos chamam essas pessoas de quadradas ou perguntam como elas conseguem viver sem beber. Quando a pessoa está bêbada, perde a noção do que está fazendo”, afirmam.
 
Fonte: Augusto Veber / Jornal Semanário

Comissão do Senado aprova texto base do Código Florestal

      A Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) do Senado aprovou, na tarde desta quarta-feira, o texto base do relatório do senador Jorge Viana (PT-AC) sobre projeto de reforma do Código Florestal. Foram apresentados destaques ao relatório, que serão analisados nesta quinta-feira, a partir das 9h.
     Encaminharam pontos contra o relatório Lindbergh Farias (PT-RJ) e os senadores pelo Psol Randolfe Rodrigues (AP) e Marinor Brito (PA). Apesar de elogiarem o esforço parlamentares Jorge Viana e Luiz Henrique da Silveira (PMDB-SC), eles argumentaram que o texto mantém a possibilidade de anistia aos agricultores que fizeram desmatamentos ilegais em áreas protegidas.

Protesto de estudantes

     Nesta quarta, estudantes do Comitê Universitário de Defesa das Florestas protestaram em frente ao Congresso contra o projeto. Com batucada, gritos e exibindo faixas achacando a senadora Kátia Abreu (PSD-TO), presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), eles interromperam o trânsito em frente à chapelaria, principal ponto de acesso à Câmara e ao Senado. Os manifestantes fazem encenações vestidos de palhaço e gritam ameaçando tirar a roupa em represália à proibição de entrarem no prédio. Eles são vigiados por policiais legislativos e da Polícia Militar.

Fonte: Correio do Povo, com informações da Agência Senado e Agência Estado

Atleta perde os pés após 2 dias perdido na neve

    O corredor Marco Cheseto
   
(Foto: University of Alaska Anchorage)


     Um corredor fundista queniano teve os pés amputados após passar mais de dois dias perdido em meio a tempestades de neve no Estado do Alasca, nos Estados Unidos.
     Marko Cheseto, de 28 anos, que competia pela University of Alaska Anchorage, não estava usando roupas adequadas para o frio quando desapareceu.
     Quando foi encontrado, no dia 9 de novembro, ele sofria de hipotermia e tinha congelamento dos pés e das mãos.
     Segundo funcionários da universidade, suas mãos devem se recuperar totalmente, mas os pés estavam comprometidos e tiveram que ser amputados.

Depressão

     O desaparecimento de Cheseto, um dia após o retorno vitorioso da equipe de cross-country da universidade em um campeonato no Estado de Washington, gerou buscas intensas pelo atleta.
     Segundo a universidade, Cheseto, que estuda enfermagem e nutrição, permanecerá no hospital por um longo período para recuperação.
     Em uma declaração ao jornal universitário 'The Northern Light', Cheseto agradeceu à instituição e aos voluntários que ajudaram nas buscas por ele.
     'Apesar de ainda estar me recuperando - tanto fisicamente quanto emocionalmente - eu farei o meu melhor para devolver o que puder à comunidade que me ajudou tanto e ao meu país de origem, o Quênia. Eu peço desculpas sinceras por qualquer problema que eu possa ter provocado', disse.
     Cheseto sofria de depressão desde que um outro corredor queniano da universidade, William Ritekwiang, de sua cidade-natal, Kapenguria, se matou, em fevereiro.
     Após 48 horas ao ar livre em temperaturas congelantes, Cheseto entrou cambaleando em um hotel perto do campus da universidade na madrugada do dia 9 de novembro.
     O gerente noturno do hotel afirmou ao jornal 'Anchorage Daily News' que a equipe de paramédicos que o atendeu não conseguia tirar seus sapatos, que estavam congelados com seus pés.
     Durante o período em que competiu pela universidade, Cheseto estabeleceu o recorde para a Meia Maratona da Prefeitura de Anchorage, em 2010, e venceu vários campeonatos estudantis americanos.

Fonte: Do G1, com informações da BBC

OAB/RS integra programação do terceiro dia dos trabalhos da XXI Conferência Nacional da Advocacia

 Manhã de trabalhos Conferência Nacional dos Advogados (Foto: Liziane Lima - OAB/RS

     Os painéis "Judiciário, Ministério Público e Democracia" e "Exame de Ordem" contaram com a exposição de dirigentes da seccional gaúcha.

     No terceiro dia dos trabalhos da XXI Conferência Nacional da Advocacia, a OAB/RS fez parte da programação do evento. Na manhã desta quarta-feira (23), a conselheira federal Cléa Carpi da Rocha, presidiu o painel "Judiciário, Ministério Público e Democracia", realizado no Centro de Convenções ExpoUnimed.
     O painel contou com a presença do presidente nacional do CFOAB, Ophir Cavalcante, e da corregedora do CNJ e ministra do STD, Eliana Calmon, que explicou as atividades do CNJ para platéia de advogados, professores de Direito, conselheiros da OAB participantes da Conferência. 
     Para Eliana, "o DNA do Conselho Nacional de Justiça está na OAB. Foi dentro da OAB que foi pensada, gestada e desenvolvida a ideia de controle externo. Da OAB é que essa ideia passou para o Parlamento. A OAB não é, pois, somente um órgão vigilante, mas é o pai do CNJ".
     Ao analisar a atuação do CNJ, a ministra explicou que o controle externo é uma forma de melhor controlar e uniformizar a gestão no Judiciário brasileiro, hoje composto de 92 tribunais. Segundo ela, se a administração do Judiciário ficasse por conta de cada um desses tribunais, sem que houvesse um órgão central para consolidar as práticas, teríamos verdadeiras "ilhas isoladas".
     Também acompanharam diretores e conselheiros da OAB/RS; o vice-presidente CFOAB, Alberto de Paula Machado; o presidente da OAB paranaense, José Lucio Glomb; o representante da OAB no CNJ, Jefferson Kravchychyn; o ministro do STJ, João Otávio Noronha; o membro honorário vitalício da OAB, Roberto Busato; o representante da Ordem no CNMP, Almino Afonso Fernandes e o advogado Clemerson Cleve.

Exame de Ordem

     O presidente da Comissão de Exame de Ordem da OAB/RS, conselheiro seccional, Carlos Alberto de Oliveira, palestrou durante a XXI Conferência Nacional da Advocacia sobre "Aperfeiçoamento do Exame de Ordem: Críticas e Sugestões".
     Oliveira falou sobre os aspectos positivos da unificação do Exame de Ordem. "Com a unificação foi possível garantir a isonomia do certame e aferir mais precisamente a qualidade dos cursos jurídicos".
     O dirigente explanou ainda sobre a proliferação dos cursos de Direito e a mercantilização do ensino jurídico. "Com o surgimento desenfreado de novos cursos nos últimos anos, muitas faculdades demonstraram que não passam de caça-níqueis, pois não possuem condições mínimas para preparar um profissional. É puro mercantilismo".

Advocacia Pública

     Pela tarde, o presidente da Comissão de Advocacia Pública da OAB/RS, conselheiro seccional Arodi de Lima Gomes ministrará a palestra "A dedicação exclusiva e o Direito de Advogar fora das Funções da Advocacia Pública".

Fonte: OAB/RS